Objetivo


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

SETENTA E DOIS MIL VIGILANTES PERDEM EMPREGOS


Mais de 72 pais de famílias demitidos com a crise econômica
Em meio ao aumento da criminalidade em nosso país o segmento de segurança privada vem sofrendo com perdas de postos de trabalho e atrasos nos pagamentos por parte de muitos contratantes. Já contabiliza 72.968 mil vigilantes demitidos e esta perda vem ocorrendo desde 2015.
Enquanto isto, 61,5 mil  brasileiros perderam suas vidas no ano passado, 115 policiais foram assassinados só no Rio de Janeiro , e o patrimônio público e privado estão mais vulneráveis e expostos aos ataques dos marginais com a saída de cena de mais desses vigilantes. De 2015 pra cá houve um aumento de 3,8% da criminalidade, segundo levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública lançado no último dia 30 de outubro passado. Portanto, sete pessoas são assassinadas por hora no Brasil o que equivale a uma bomba atômica por ano .
Cerca de 3 mil pessoas foram vítimas de latrocínio, que é o roubo seguido de morte e 1.066,674 veículos foram furtados entre 2015 e 2016. O mais preocupante é que ao invés de aumentarem os investimentos em segurança, ao contrário, foram diminuídos nos estados e municípios em cerca de 2,6%.

    POPULAÇÃO IMPOTENTE

Os brasileiros estão impotentes diante da escalada da violência , principalmente depois daquela política dos governos de Lula e Dilma de promover o desarmamento  da população, enquanto os bandidos estão cada vez mais armados, especialmente, com armas sofisticadas e de grande poderio letal, como os fuzis e metralhadoras.
Os bandidos disparam seus fuzis e metralhadoras nas favelas e avenidas e a população fica em casa, e mesmo assim, não está livre de receber uma bala perdida, como aconteceu com um garotinho que brincava dentro da sua casa no Rio de Janeiro e foi atingido vindo a falecer.As casas e apartamentos são hoje verdadeiras prisões com grades, câmeras de vigilância e cercas elétricas. Os bares e restaurantes perderam muitos clientes em todo o país, porque eles têm medo de sair às ruas à noite em qualquer cidade .

SETENTA E DOIS MIL DEMITIDOS

O Presidente da Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores - Fenavist , Jeferson Furlan Nazário disse que "desde 2015 mais de 72 mil vigilantes foram demitidos  e isto contribui para o aumento da sensação de insegurança e, em alguns casos, para o aumento da criminalidade. O bandido tem um estímulo extra para agir quando chega a um local e não encontra vigilantes ou policiais".
Ele adiantou que uma das funções da segurança privada é atuar de forma complementar a segurança pública no combate à criminalidade. Os vigilantes fazem a segurança preventiva de empresas, indústria, comércio, bancos e condomínios, órgãos públicos, escolas e hospitais, o que libera o efetivo policial para atuar nas ruas".
Esta parceria aumenta substancialmente a segurança, e a sensação de proteção da população, segundo Nazário. " O cidadão se sente mais tranquilo ao frequentar lugares protegidos pelas empresas de segurança privada."

O número de vigilantes demitidos corresponde segundo o Presidente da Fenavist,  Jeferson Furlan Nazário a 10% do número de vigilantes contratados em todo o país. ". Preocupado com a situação ele tem esperança que com o crescimento da economia os postos de vigilância vão voltar, porém , de uma forma lenta.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

GOVERNO VAI FECHAR HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS DA BAHIA

                                                                                                         
Funcionários , pacientes e parentes fazem
protesto contra o fechamento do Juliano Moreira
Depois de deixar o Centro de Convenções desabar; fechar o Instituto Mauá, órgão que incentivava o artesanato em todo o Estado da Bahia ; além de acabar com a EBAL ,onde os pobres compravam mais barato, e a EDBA - Empresa de Desenvolvimento Agrário que dava assistência técnica aos pequenos produtores rurais, o governador Rui Costa está prestes a fechar os quatro hospitais psiquiátricos que funcionam na Bahia causando grandes transtornos às famílias humildes que têm parentes com doenças psiquiátricas graves como a esquizofrenia.
Existe há alguns anos uma política implantada pelos ideólogos de esquerda sobre a política de saúde mental que prega o fim dos manicômios. Ao invés de reformular estes hospitais, simplesmente o Estado quer lavar as mãos fechando-os e abrindo ambulatórios, que todos sabemos não funcionam como deveriam. O doente mental crônico transtorna toda a vida de uma família. Somente um hospital especializado tem condições técnicas de receber um doente deste e tratá-lo com deve. O que não pode é o hospital psiquiátrico virar um depósito de loucos, como acontecia antigamente. Mas, fechar é pior ainda.

                                                                               PREJUDICIAL

Sob o título de Reorientação do Modelo Assistencial de Saúde Mental a Secretaria de Saúde do Estado está ultimando as providências para fechar definitivamente os Hospitais Juliano Moreira e Hospital Especializado Mário Leal Ferreira em Salvador e o Hospital Especializado Afrânio Peixoto , em Vitória da Conquista e o Hospital Lopes Rodrigues em Feira de Santana, que somam um total de 217 leitos para todo o Estado da Bahia que tem hoje mais de 8 milhões de habitantes. 
O que seria lógico era aumentar o número de leitos que é insuficiente , sendo que Salvador com  mais de 3 milhões de habitantes tem apenas 158 leitos, Feira de Santana com 40 e Vitória da Conquista com 16. 
Na proposta da  Secretaria de Saúde do Estado de cada 5 doentes atendidos na urgência desses hospitais , um deles necessita de internamento. Portanto, só este dado já justifica o funcionamento e até ampliação dos hospitais psiquiátricos.
Para a psiquiatra Fabiana Nery o fechamento dos hospitais vai deixar desassistidos cerca de 10% da população com transtornos mentais e os CAPS que vão substitui-los não terão estrutura para atender essas pessoas. 
Ela defende " a reformulação e modernização dos hospitais e considera o fechamento inadequado,  cruel com os pacientes e familiares que sofrem com a desassistência no momento em que mais precisarão."

                                                               REAÇÕES

                         Fotos Google/Correio da Bahia                                           
Manifestantes contra o fechamento

A Justiça Federal deferiu pedido liminar formulado conjuntamente pelo Ministério Público Federal ( MPF ) e Ministério Público do Estado da Bahia ( MP-BA) e a Defensoria Pública visando evitar o fechamento dos hospitais. 
Enquanto isto , familiares e funcionários dos hospitais fizeram um abraçaço no último dia 31 de outubro protestando contra esta medida esdrúxula que vai atingir em cheio as populações de baixa renda que tem parentes doentes mentais e não tem condições de mante-los em suas residências.
Um exemplo é o professor Sérgio Bacelar, de 45 anos, que tem dois irmãos esquizofrênicos. Com esta proposta eles seriam transferidos para os Centros de Atenção Psicossocial ( Caps ) atualmente administrados pela Prefeitura. Na realidade a Secretaria de Saúde do Estado quer lavar as mãos e transferi o problema para a Prefeitura de Salvador.
Para a presidente do grupo Beija-Flor de Apoio à Saúde Mental, Maria Figueiredo,irmã de dois pacientes do Juliano Moreira "Uma vez interrompido o tratamento,os danos causados são irreparáveis". 
O Coordenador de Saúde Mental do Ministério da Saúde, dr. Quirino Cordeiro esteve em Salvador e constatou que a Bahia apresenta uma rede psicossocial das mais precárias do país e por isto o deixou preocupado principalmente com esta decisão do Governo baiano porque vai provocar a desassistência à população.
O Cremeb é contra o fechamento e vários outros órgãos .Porém,  o Governo diz que vai fechar e todos alegam falta de diálogo. Esta postura autoritária precisa ser combatida, porque quem banca este serviço é o cidadão. Já chega de decisões desastrosas.




segunda-feira, 23 de outubro de 2017

CORRUPÇÃO E TRANSGRESSÃO

Uma das empresas que fez a vistoria sem obedecer
as normas do Detran paulista.
Estamos indignados, e com muita razão, com a  roubalheira desenfreada que se exacerbou nos últimos 14 anos, quando líderes de partidos políticos os transformaram em balcões de negócios escusos, juntamente com funcionários corruptos e empresários inescrupulosos. Esta combinação arrasou as finanças do país e causou uma crise econômica muito além do ocorrido anteriormente, desempregando 14 milhões de brasileiros.
A minha preocupação é que existe disseminada na sociedade brasileira uma cultura de que eu posso e os outros não. Pequenas transgressões e espertezas são aceitas como normais .
Assisti uma reportagem na tv Record onde o repórter demonstrou que em vários pontos de ônibus de São Paulo pessoas ficam paradas com  cartões de passagens nas mãos vendendo clandestinamente a clientes eventuais. Os cartões são intransferíveis.Os autores da fraude entrevistados acharam a coisa mais normal do mundo, e argumentaram com o roubo dos políticos em Brasília.
Por coincidência, a tv Bandeirantes apresentou outra reportagem, muito bem feita, onde  uma repórter saiu  às ruas para provar que as empresas credenciadas pelo Detran, de São Paulo, para fazer a vistoria nos carros  não estavam cumprindo a lei . Essas empresas liberavam os carros com vários itens irregulares.Um funcionário de uma dessas empresas quando questionado pela repórter de que ele havia liberado o seu carro sem o pneu de socorro ele disse: "Estamos no Brasil, minha senhora".
Reclamamos da má qualidade dos serviços públicos e quando são feitos credenciamentos e concessões para agilizar esses serviços, como neste caso, os credenciados negligenciam prejudicando a população.

ESTAMOS NO BRASIL

Esta cultura tem que ser combatida nas escolas, nos serviços públicos em vários níveis, nas empresas, condomínios , nos clubes, e em todos os locais possíveis . Temos que procurar cumprir as leis, mesmo que tenhamos posições contrárias. Se existe a lei ou norma temos que obedecer. As normas municipais e outras determinações de convivência social são criadas para ordenar a vida em sociedade. É assim que se forma uma sociedade moderna organizada.
Nesta foto do jornal A Crítica, de Manaus, vemos uma mulher vendendo
produtos na e o guarda municipal que deve reprimir.
Quando assistimos nas ruas os guardas municipais retirando um vendedor ambulante ilegal, ficamos protestando e tristes. É verdade. Mas, se os guardas não agirem a cidade vira um verdadeiro caos. O mesmo acontece com o transporte clandestino.
Os que compram produtos piratas nos camelôs estão contribuindo para fortalecer o crime organizado, e também a sonegação de impostos. O argumento de que os políticos estão roubando não pode ser aceito. Um erro não pode justificar outro. Vamos também denunciar os políticos ladrões.
Uma coisa curiosa é como muda o comportamento do brasileiro quando vai residir fora do país. Isto porque ele sabe que se transgredir será multado, e até preso , podendo ser deportado. Uma simples multa de trânsito, por estacionar em lugar proibido, pode gerar este tipo de punição.

CRIMINALIZAR OS POLÍTICOS CORRUPTOS

Muitos políticos contribuem para o descrédito na classe
Os políticos corruptos estão tentando se vitimizar dizendo que "querem criminalizar a política". Não é verdade. Grande parte da sociedade brasileira que não aceita a corrupção institucionalizada quer criminalizar os políticos corruptos e ladrões, que estão escudados na excrescência do foro privilegiado e na morosidade dos processos na Justiça. 
Somente no Senado tem cerca de 30 senadores envolvidos ou citados em casos de corrupção. Na Câmara o número é espantoso.Portanto, é um Congresso contaminado pelo vírus da corrupção em grande escala. A criminalização de que reclamam é resultado do mal comportamento de seus membros.
Eles se movimentam e se agrupam buscando salvar a própria pele . São políticos de vários partidos  acusados ou respondendo processos que podem prejudicar as investigações, aprovando leis que venham a dificultar as suas prisões. Com isto a operação como a Lava-Jato pode sofrer com estas medidas que os corruptos pretendem implementar,com o apoio do Executivo.
Se os ministros revogarem a prisão em segunda instância
vai aumentar a desconfiança na Justiça. Isto é ruim.
É preciso promover as reformas que o país exige, inclusive no sistema Judiciário. Neste  momento sofrendo más influências do sistema político corrompido. A nomeação de ministros previamente escolhidos a dedo para darem sua contribuição na hora de determinados julgamentos deixa o cidadão em alerta.Assim, algo ilegal passa a ser legalizado,  porque foi o tribunal tal que decidiu. 
Veja o que ocorre atualmente no Supremo Tribunal Federal que se movimenta para facilitar a vida dos corruptos condenados em segunda instância, evitando suas prisões. 
Numa pesquisa realizada recentemente pela Fundação Getúlio Vargas  só 24% dos brasileiros acreditam na Justiça. Achei este número até alto demais. Quando pergunto a alguém se confia na Justiça, a resposta é sempre negativa . 
Mas, voltando ao STF eles querem revogar uma decisão que tomaram em 2014 quando por 6 x 5 decidiram que o condenado em segunda instância podia ser preso. O ministro Gilmar Mendes que votou a favor estaria disposto a mudar o seu voto, e outros podem acompanhar. Se isto ocorrer , além de gerar uma série de recursos por muitos condenados e processados vai mostrar que não se deve confiar neste tribunal, porque muda o seu entendimento a mercê da maré política. Vergonhoso.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

ESQUERDOPATAS E A TÁTICA NAZISTA

Está ai o absurdo de uma menininha de 11 anos interagindo
com um homem nu. Isto não pode ser admitido.
Ninguém de sã consciência é contra que atores e atrizes se apresentam nus, e outros até mais explícitos  com os dedos enfiados no ânus e na vagina. Estas performances bizarras tem seu público, certamente àquelas pessoas que vivem  em seus nichos à margem
da sociedade .
O que eles querem é que ocorra uma aceitação como se fosse uma coisa "normal". Assim,  ficam tentando empurrar guela abaixo. Ai aparecem os midiáticos de sempre distorcendo os fatos. Dizem que  quem é  contra é fascista, golpista e quer censurar a livre expressão artística. Mentira. Isto não é verdade . 
A reação nas redes sociais de grande maioria  dos internautas , inclusive onde participo ativamente, é contra a presença de uma criança de 11 anos interagindo e pegando na perna de um homem nu. Ai mudam o foco  tentando argumentar: Se fosse uma mulher, podia? Claro que não.
Também, não vejo razão de o Estado brasileiro, com tantas coisas espetaculares a mostrar, e que estão por ai escondidas por falta de apoio se disponha a apoiar estas performances bizarras e repugnantes.
Acho um desperdício dar dinheiro da lei Rouanet a artistas consagrados e de bilheteria certa. Eles que sigam o seu caminho com seu próprio dinheiro. Vamos apoiar os que realmente precisam.
Esta tática de distorcer e repetir a mentira vem lá do nazismo  com o seu artífice o Ministro da Propaganda, Paul Joseph Goebbels . Portanto, esta atitude de repetir mentiras, como fazem os comunistas aqui no Brasil, é sim, uma atitude copiada dos nazistas. 
É uma esquerdopatia difícil de ser entendida, porque são comunistas empregando táticas nazistas.Eles chamam os contrários de fascistas e golpistas porque apoiaram o impeachment  da Dilma. É até hilário. 
Usando suas inteligências "privilegiadas" alguns desses cantores, compositores e atores já são conhecidos por serem exímios, e alguns quase profissionais da polêmica. Lembro que na década de 70 haviam os grupos da Bahia e do Ceará que viviam se digladiando, e os cariocas e paulistas atacavam os dois. Era notícia todos os dias nos jornais e revistas . Sempre um esculachando o outro. Agora, a polêmica reacende tendo como base um fato distorcido propositadamente por eles com o objetivo claro de confundir e ficar em evidência na mídia. Artista não perde uma oportunidade sequer para aparecer, para ser lembrado. Esqueçam esta gente.
Outra coisa é que depois desta performance desastrosa promovida pelo banco Santander, no Rio Grande do Sul, apareceram várias cada uma pior que a outra. Só que em nenhuma delas tem a presença de uma criança. A última que recebi ontem, é uma mulher plantando bananeira e urinando de cabeça pra baixo. Uma cena grotesca e repugnante.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

A INOPERÂNCIA DA ANS E O PODER DOS PLANOS DE SAÚDE

Aumentos abusivos bem mais altos que a inflação e
os reajustes  dos salários dos seus clientes.
Sou uma das milhares de vítimas da política adotada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS de conceder aumentos das mensalidades  aos Planos de Saúde bem acima da inflação e dos reajustes salariais .Também a cada aniversário do consumidor a mensalidade é reajustada . Com isto somente num ano o Plano de Saúde Sul América foi reajustado em 26%  numa clara demonstração de que este cliente que envelheceu contribuindo durante décadas não mais lhe interessa. 
Pago este plano há 24 anos! Quando fiz era um plano sem qualquer restrição o Especial II. Mas, na primeira vez que necessitei de um internamento para colocação de dois stents tive que recorrer à Justiça porque o plano não autorizou.Portanto, para eles a saúde de seu cliente pouco importa,tentam dificultar de qualquer forma.
Mais recentemente um procedimento, hoje de rotina na medicina moderna, que é a tomografia também foi negada a autorização , e novamente tive que judicializar . O juiz determinou a autorização e ainda arbitrou  uma pequena indenização por danos morais.
Lendo o artigo do advogado Antônio Pessoa Cardoso com o título Planos de Saúde Individuais , no jornal A Tribuna da Bahia fiquei sabendo que em 2011 um total de 17.544.330 pessoas tinham planos no Estado de São Paulo, e que neste mesmo ano foram julgadas 3.895 ações relativas aos planos de saúde.Em 2017 já foram julgadas 17.114 ações .
Agora esta agência quer afrouxar ainda mais as
regras para os planos reajustarem com mais
frequência depois do cliente completar 60 anos.
 Com certeza o número de pessoas com planos de saúde individual diminuiu muito devido à crise que se abateu sobre a sociedade brasileira depois do desastre dos governos de Lula e da Dilma.
Muita gente se desligou por não poder pagar devido aos aumentos abusivos bem mais altos que a inflação e o reajustes salariais. O pior é que a agência reguladora que foi criada para fiscalizar e punir as empresas por abuso,não exerce esta ação, ao contrário, é parceira dos Planos de Saúde. Sabemos que a ANS tem 2 mil servidores e custa muito caro aos cofres da União, e hoje serve apenas para autorizar reajustes abusivos e defender os donos de planos de saúde. Uma vergonha!
Lembra o advogado Antônio Pessoa Cardoso que a Lei n.9.656/98,no seu artigo 35-C.Inc.1 da Medida Provisória n.2.177-44 de 24.08-2001 determina expressamente que é "obrigatória a cobertura de emergência. Como então deixar que o paciente não receba o tratamento médico, se a própria lei consigna-lhe esse direito ?".
O contrato que assinei há 24 anos foi se renovando automaticamente através dos anos e nunca recebi uma comunicação escrita dizendo que tinha que renovar. Mas, macomunados com a Anvisa os planos de saúde receberam autorização para mudar os contratos, sem qualquer comunicação aos usuários. Sabemos que os contratos são elaborados pelos Planos de Saúde ,e portanto ,é um contrato de adesão que beneficia os empresários do setor. 

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A POSSE E AS REFORMAS NECESSÁRIAS

Raquel Dodge disse que será dura com  criminosos
Tomou posse hoje a nova Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, e assim termina o conturbado mandato de Rodrigo Janot e sua obsessão em punir o Temer. Não acho que o Temer seja santo, e que não deva ser investigado. Concordo que ele deve ser investigado, mas é claro, não  podemos colocá-lo no mesmo patamar do Lula .
O barbudo é hors concurs tal a sua liderança maléfica exercida durante trinta anos pregando o ódio; mentindo, inclusive tem vídeo ele se orgulhando de mentir para os franceses sobre o número de menores abandonados no país; pregando ainda a divisão entre brasileiros pobres e ricos, brancos e negros, hétero e homosexuais; tentando destruir valores familiares, religiosos e o respeito entre professores e estudantes incentivando a ocupação de escolas através de seus seguidores, chefes e subordinados etc. 
Isto ficou patente quando os petralhas foram retirados do poder e os seus seguidores vieram  às ruas , invadiram escolas e até mesmo Brasília onde incendiaram ministérios e causaram o caos na cidade.Não podemos esquecer a atuação dos petralhas em São Paulo e Rio de Janeiro vandalizando e enfrentando os policiais 
Agora saiu um estudo do economista francês esquerdista Thomas Piketty ,que era venerado por eles desconstruindo a falsa notícia de que  teriam tirado 30 milhões de pessoas da miséria no Brasil. 
 "O crescimento da renda da população mais pobre no Brasil nos últimos 15 anos foi insuficiente para reduzir a desigualdade. Segundo estudo divulgado nesta semana pela equipe do economista Thomas Piketty, famoso por propor a taxação dos mais ricos para reduzir as disparidades na distribuição de renda, a maior parte do crescimento econômico neste século foi apropriada pelos 10% mais ricos da população."
De acordo com o estudo, conduzido pelo World Wealth and Income Database, instituto codirigido por Piketty, a fatia da renda nacional dessa parcela da população passou de 54,3% para 55,3% de 2001 a 2015. No mesmo período, a participação da renda dos 50% mais pobres também subiu 1 ponto percentual, passando de 11,3% para 12,3%. A renda nacional total cresceu 18,3% no período analisado, mas 60,7% desses ganhos foram apropriados pelos 10% mais ricos, contra 17,6% das camadas menos favorecidas.",diz  Wellton Máximo, da Agência Brasil.
Portanto, foi uma redução sem sustento que já começa a se desmoronar com a volta de milhares de famílias para a linha de pobreza. Agora ,que a inflação está controlada e os juros caíram é possível que esta queda diminua.
O Temer vem tentando governar e promover algumas reformas que são impopulares. Nenhum governo popular vai querer fazer reformas para não perder a popularidade. Muitos gritam contra as reformas por completa falta de conhecimento de que o país exige estas reformas, principalmente a Política e a da Previdência para evitar sua falência total.


sexta-feira, 8 de setembro de 2017

PRISÃO DE GEDDEL, ÁUDIOS DA JBS E DEPOIMENTO DE PALLOCI ESQUENTAM A POLÍTICA

Foram encontrados 14 volumes entre malas e
caixas com mais de R$ 51 milhões.

Depois que foram encontrados há dois dias num apartamento em Salvador um total de 14 volumes entre malas e caixas cheias de reais e dólares somando mais de R$51 milhões os agentes da Polícia Federal cumpriram hoje, pela manhã, um mandado de prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, o dono desta vultosa quantia . Ele estava em prisão domiciliar e não usava a tornozeleira eletrônica porque o Estado da Bahia, governado pelo petista Rui Costa, estranhamente não dispunha de nenhuma delas para ser colocada no Geddel. Agora, não é mais preciso,porque ele já foi levado preso  para Brasília.Mais uma prisão de peemedebista que vem jogar por terra o falso discurso petista de que a Lava-Jato só focava na companheirada. 

Os áudios recuperados pela PF trazem
revelações dos sujos bastidores da política 
Também, ontem os açougueiros Joesley Batista e seu funcionário Ricardo Saud passaram mais de quatro horas prestando depoimentos para explicarem, se é que têm alguma explicação a dar,  já que os áudios são mais do que explícitos, onde eles zombam do Ministério Público Federal, do Supremo e se dizem imunes à prisão. Os áudios ainda comprometem o ex-procurador federal Marcelo Miller, hoje, trabalhando como advogado dos açougueiros.
Palloci deixa em pânico o PT em todo país

Finalmente, o depoimento bombástico de Antônio Palloci, importante nome da cúpula do PT, que espontaneamente solicitou aos procuradores que desejava falar algumas das muitas coisas que sabe e vivenciou  do esquema de corrupção que o PT, PP e PMDB armaram para roubar a Petrobras, Eletrobras, Fundos de Pensão, BNDES e outros órgãos do governo, inclusive a Casa da Moeda. Ele se concentrou nas íntimas relações de Lula com a Odebrechet que através de contratos bilionários repassava propina para os partidos políticos, especialmente para o PT e revelou que Emílio Odebrecht levou pessoalmente à Lula um pacote de propinas R$ 300 milhões de reais, a compra do terreno para o Instituto Lula, as reformas do Sítio de Atibaia e mais R$ 200 mil reais por acada palestra. Este pacote poderia ser ampliado de acordo a necessidade do então presidente da República. Falou ainda do Pacto de Sangue entre Lula e Emílio, e que o ex-presidente levou Dilma, recente eleita, para que em sua presença firmasse o compromisso de que tudo continuaria como antes. O depoimento foi longo e com muito mais denúncias de corrupção. Olhe que Palloci ainda não assinou o termo de colaboração com a Justiça. Quando isto ocorrer ele trará provas e muitos indícios para serem investigados. (Fotos Google)