Objetivo


terça-feira, 24 de novembro de 2015

INSS MALTRATA SEUS SEGURADOS PELA MÁ GESTÃO

Esta foi a fila de prioridade, para quem tem mais de 60 anos, que enfrentei no INSS  do Comércio para receber uma senha para a segunda fila.




Quando você encontrar uma fila em algum lugar, especialmente àquelas que demoram mais de 15 minutos pra lhe atender, tenha certeza que é resultado de má gestão. Do ponto de vista da boa administração um cliente não pode permanecer mais de 15 minutos à espera pra ser atendido.
 No INSS a fila chega ao desrespeito. No mínimo você espera de duas a três horas pra ser atendido, e quando consegue ser atendido. Em muitos casos as pessoas desistem.
O pior de tudo é que a maioria das pessoas que vai ao INSS é obrigada a ir porque necessita de uma perícia médica, portanto, estão doentes ou tem mais de 70 anos e querem se aposentar. Finalmente, os segurados já aposentados, com mais de 70 anos, que tem alguma coisa a tratar na instituição. Diante de uma clientela tão vulnerável era mister que o atendimento fosse primoroso. Mas, é um verdadeiro inferno.
Eles dizem você pode agendar pelo 135. É uma  penúria conseguir agendar, porque você tem que ligar muitas e muitas vezes até encontrar um canal sem àquele terrível sinal de comunicação.Mesmo agendando, você tem que chegar ao INSS e enfrentar fila. Não tem jeito, a fila interminável faz parte da cultura dos funcionários e diretores da instituição. Tem ainda um agravante. A grande maioria dos atendentes é de funcionários com mais de 50 anos, e muitos já estão ali contando os dias de se aposentar. O atendimento é lento , normalmente de má vontade e , de quando em vez, um levanta do seu guichê e sai levando até mais de vinte minutos pra retornar.
Este senhor com sua cabeça cheia de cabelos brancos já demonstra
desânimo, antes de entrar no prédio do INSS, em Brotas, porque ele
já está sabendo das filas que vai enfrentar pra ser atendido.
Vamos aos fatos.

 UMA CERTIDÃO

Precisei de uma certidão, provando que estava aposentado para retirar uma quantia que  tinha direito no PIS, após receber uma carta do Ministério da Fazenda. Me dirigi à CEF e levei os documentos que estavam relacionados na referida carta. Lá chegando, a moça do banco informou que precisava desta tal certidão Argumentei que os documentos exigidos estavam ali relacionados na carta e, que não consta a certidão. Não teve jeito. Ela exigiu que tinha que tirar a certidão em qualquer agência do INSS.
Fui então pra agência do INSS que fica em Brotas , por ser a mais próxima do bairro da Pituba, onde moro. Lá chegando encontrei um segurança com uma tabuleta nas mãos que me perguntou se tinha agendado.Respondi negativamente e, expliquei o motivo da minha presença ali .Ele me apontou para uma fila, onde já estavam mais de trinta pessoas.Dali pude olhar pra dentro da agência e notei que haviam  dezenas de outras pessoas sentadas à espera de atendimento em blocos de poltronas num grande salão.
Entrei na fila por volta das 8:40 e às 10:20 consegui passar pro segundo ambiente da agência. Era para receber uma senha . Haviam seis pessoas em frente ao guichê. Peguei a senha de prioridade, que não adianta muito, porque o número de pessoas com direito a senha de prioridade é bem superior aos que não tem ainda este  "direito."
Peguei a tal senha e, a senhora que me atendeu , sem muita cordialidade, foi logo dizendo que tinha me aposentado pela agência do Comércio e que ia encontrar dificuldades pra tirar a minha certidão. Ela não disse que eu não conseguiria. Disse que ia encontrar dificuldades. Como já estava ali enfrentando dificuldades de toda sorte e ela me deu a senha, fiquei na vã  esperança de que ia conseguir o documento.
Dispostos em blocos haviam várias poltronas. Grande parte  ocupadas.Esperei mais por quase uma hora, quando fui chamado. Diante de um senhor careca, de cerca de 60 anos , expliquei o que desejava .Ele respondeu: você foi aposentado pela agência do Comércio e, é lá que deve tirar sua certidão. Argumentei se eu morasse em São Paulo ou outro lugar qualquer, teria que vir à agência do Comércio pra tirar o documento ? O sistema de informática não é o mesmo pra todo país? É, mas , tem que ser lá. Eu até poderia imprimir sua certidão, porém, acontece que o chefe não está aqui porque foi arrancar um dente e só volta na segunda-feira. Era quinta-feira,pela manhã,  dia 20 de novembro último. Não tem outro funcionário que possa assinar? Quase instantaneamente ele respondeu um forte Não !                                                              
                                                                                                     VOLTEI SEM O DOCUMENTO
Vários guichês vazios em Brotas porque não tem
funcionárioou  se levantaram por qualquer pretexto.


Voltei revoltado pra casa. No dia seguinte, me dirigi à agência do Comércio. Era sexta-feira e, talvez dos por isto alguns segurados me informaram

que a agência estava menos cheia. Peguei a primeira fila que já tinha 26 pessoas. Era a fila de prioridade. Alguns tão idosos que  ficavam sentados longe da fila  por não aguentar ficar de pé.Quando chegava a sua vez eles entravam no lugar previamente marcado.
Aqui é no Comércio, também, com alguns guichês
sem funcionários, e onde minha senha estava
desativada.

 Me deram a senha HO0099,não gostei do número, bem perto de uma centena. Depois de esperar quase uma hora notei que já tinham chamado a HO0067, depois a HO0069 e, em seguida a HO00140. Estranhei e solicitei informação num dos guichês. "Sua senha deve ter sido chamada." Não,respondi de pronto. Estou aqui atento. Pode ser que houve algum problema no sistema ou na digitação da mesma. "O sistema não erra. Fale ali com  o chefe", disse apontando pra um guichê alguns passos á frente

.
     SENHA DESATIVADA

Fui e contei que estava com o HO0099 e não tinha sido chamado. Ele olhou e respondeu. Sua senha está desativada.Vou reativar. Minutos depois fui chamado. Vou pra outro guichê onde o único funcionário  jovem estava postado. Expliquei o que desejava e ele perguntou :onde o senhor mora chega correspondência? Fui logo respondendo chega, mas, necessito do documento pra segunda-feira, porque tenho um compromisso inadiável. Ele já queria me despachar pra mandar a tal certidão pelos Correios. Finalmente, depois de alguns minutos diante do jovem recebi a tal certidão.
Estou contando esta longa história pra vocês observarem como são tratados os  segurados do INSS. O Governo sabe, a diretoria do órgão sabe e incorporaram a má administração e a cultura da incompetência e da falta de respeito com o cidadão que passa anos e anos contribuindo por órgão.
Postar um comentário