Objetivo


quinta-feira, 19 de outubro de 2017

ESQUERDOPATAS E A TÁTICA NAZISTA

Está ai o absurdo de uma menininha de 11 anos interagindo
com um homem nu. Isto não pode ser admitido.
Ninguém de sã consciência é contra que atores e atrizes se apresentam nus, e outros até mais explícitos  com os dedos enfiados no ânus e na vagina. Estas performances bizarras tem seu público, certamente àquelas pessoas que vivem  em seus nichos à margem
da sociedade .
O que eles querem é que ocorra uma aceitação como se fosse uma coisa "normal". Assim,  ficam tentando empurrar guela abaixo. Ai aparecem os midiáticos de sempre distorcendo os fatos. Dizem que  quem é  contra é fascista, golpista e quer censurar a livre expressão artística. Mentira. Isto não é verdade . 
A reação nas redes sociais de grande maioria  dos internautas , inclusive onde participo ativamente, é contra a presença de uma criança de 11 anos interagindo e pegando na perna de um homem nu. Ai mudam o foco  tentando argumentar: Se fosse uma mulher, podia? Claro que não.
Também, não vejo razão de o Estado brasileiro, com tantas coisas espetaculares a mostrar, e que estão por ai escondidas por falta de apoio se disponha a apoiar estas performances bizarras e repugnantes.
Acho um desperdício dar dinheiro da lei Rouanet a artistas consagrados e de bilheteria certa. Eles que sigam o seu caminho com seu próprio dinheiro. Vamos apoiar os que realmente precisam.
Esta tática de distorcer e repetir a mentira vem lá do nazismo  com o seu artífice o Ministro da Propaganda, Paul Joseph Goebbels . Portanto, esta atitude de repetir mentiras, como fazem os comunistas aqui no Brasil, é sim, uma atitude copiada dos nazistas. 
É uma esquerdopatia difícil de ser entendida, porque são comunistas empregando táticas nazistas.Eles chamam os contrários de fascistas e golpistas porque apoiaram o impeachment  da Dilma. É até hilário. 
Usando suas inteligências "privilegiadas" alguns desses cantores, compositores e atores já são conhecidos por serem exímios, e alguns quase profissionais da polêmica. Lembro que na década de 70 haviam os grupos da Bahia e do Ceará que viviam se digladiando, e os cariocas e paulistas atacavam os dois. Era notícia todos os dias nos jornais e revistas . Sempre um esculachando o outro. Agora, a polêmica reacende tendo como base um fato distorcido propositadamente por eles com o objetivo claro de confundir e ficar em evidência na mídia. Artista não perde uma oportunidade sequer para aparecer, para ser lembrado. Esqueçam esta gente.
Outra coisa é que depois desta performance desastrosa promovida pelo banco Santander, no Rio Grande do Sul, apareceram várias cada uma pior que a outra. Só que em nenhuma delas tem a presença de uma criança. A última que recebi ontem, é uma mulher plantando bananeira e urinando de cabeça pra baixo. Uma cena grotesca e repugnante.
Postar um comentário