Objetivo


quarta-feira, 15 de maio de 2013

ARROGÂNCIA OU DESEQUILÍBRIO

Esta foto do atacante  Dinei  publicada no site oficial do Vitória diz tudo da goleada que o Bahia levou da Fonte Nova

Deixei a poeira assentar para falar do jogo  de abertura da Arena Fonte Nova , no último domingo, onde o Vitória goleou por 5 x 1 o Bahia. Depois de passarem meses e meses repetindo o mantra de que a "Fonte Nova é nossa casa" , agora para minha surpresa, leio uma manchete, ocupando duas páginas de um jornal da cidade,  onde o atual presidente do clube derrotado afirma que " Nosso time é melhor que o do Vitória".
Escrevi recentemente mostrando que a Arena pertence ao Estado , ao consórcio Odebrecht e Oas, cujas empresas vão explorar por longos 30 anos.O Esporte Clube  Bahia não tem por lá um centavo. O estádio é dos baianos, pois,  grande parte dos recursos foi colocado pelo Estado da Bahia.
Também, fico sabendo que os principias jogadores, em número quase de 20, não pertencem ao Bahia. Entre eles estão Tite, Souza, Magno, Brinner e por ai vai. São da empresa Calcio, do sr. Carlos Leite. O atual presidente do clube tenta justificar na reportagem a presença de  tantos jogadores no elenco pertencentes a um único empresário dizendo que  ele  agencia Mano Menezes, que foi treinador da Seleção brasileira. E, afirma:"a gente tem que estar dentro dessa turma que está mandando". Mandando aonde, eu pergunto? Só se for no Bahia... Parece até que ele não sabe que o técnico da Seleção é o Felipão!
Citei três episódios: o mantra de dono da Fonte Nova, repetido pela diretoria e os torcedores do Bahia; agora esta, que  tem um time melhor e, a frase acima  pronunciada por Marcelo. São demonstrações de arrogância e desconhecimento.Parece até que  não sabe que Mano Menezes foi enxotado da Seleção. Então este pessoal que aponta não deve estar com o prestígio que imagina e anuncia. Segundo, pelo andar da carruagem o atual presidente do clube tricolor vai deixar o time sem elenco, porque os principais jogadores são do tal empresário e, se ele resolvesse tirá-los de lá, o que vão colocar em campo? 
Quanto ao jogo propriamente dito, o Vitória foi prejudicado pelo juiz  que inverteu várias faltas, fez vistas grossas em lances duros e,  deixou claramente de marcar dois penaltis. No lance em que Neto  pegou a bola de mão, dentro da pequena área, o juiz estava bem próximo.O segundo foi um carrinho do Neto, por trás em Escudeiro, que já estava dentro da área prestes a fazer o gol.O juiz fez que não viu.
Ao término do primeiro e segundo tempo o juiz não deu nenhum minuto de prorrogação. Foram feitas substituições e, no segundo tempo, o goleiro Lomba foi atingido no supercilio e ficou alguns minutos sendo atendido dentro do campo.
Esta conversa que é juiz da Fifa não quer dizer nada. Ele tem apenas 4 meses de Fifa e deu uma clara demonstração de falta de pulso e visão de jogo. É fraco!
Quanto ao jogo, o Vitória soube dominar  e converter cinco gols que estão marcados na História do Futebol da Bahia. O resto é conversa de perdedor e arrogância, traço marcante dos dirigentes dos perdedores.
Depois veio o 2x1 e, agora no último domingo  o inesquecível 
7 x 3, portanto, 14 gols em apenas três jogos! Aja coração...
Postar um comentário