Objetivo


sábado, 28 de dezembro de 2013

TORCEDORES DA LUSA DEVEM CULPAR OS CARTOLAS DO TIME



No segundo embate no tapetão a Portuguesa foi derrotada , dia 27, por unanimidade ,pelos membros do Superior Tribunal da Justiça Desportiva - STJD, e, não poderia ter sido diferente. Não adianta lamentar e demonizar os tribunais, porque o erro foi da incompetente diretoria da Lusa. Eles, os integrantes desta diretoria,  sim, é que deveriam estar sendo julgados e, condenados, por prejudicar um time de tantas tradições. Culpar advogado, tribunal, Fluminense e quem quer que seja, é mais uma falta de respeito para com os torcedores e amantes do futebol de todo o país. É este  tipo de cartola que enxovalha o nosso futebol. Poucas vezes li os nomes desses cartolas. Fui ao site oficial e lá encontrei, todos sorridentes, o sr. Manuel da Conceição Ferreira, conhecido por Manuel da Lupa, que é o atual presidente e, o Diretor de Futebol, sr. Roberto dos Santos. Esses dois, principalmente, são os responsáveis diretos pelo erro grosseiro da Lusa ,e é bom que se diga que o time vinha tendo uma atuação pífia no campeonato.
Talvez  leitor você  ainda não tenha ainda memorizado este nome. Mas,o Heverton é o jogador que expulso durante o jogo do Bahia foi  em seguida suspenso por dois jogos pelo Tribunal de Justiça Desportivo. Ele joga na Portuguesa e, como o seu time não obedeceu ao regulamento que rege o esporte no Brasil, colocando-o para jogar contra o Fluminense, terminou o time carioca entrando com uma ação e, a Portuguesa perdeu os pontos,  está rebaixada, portanto vai jogar na segunda divisão.

Para defesa de seu erro grosseiro a direção da Portuguesa tem procurado desqualificar o jogador dizendo que ele só participou da partida contra o Grêmio aos 32 minutos do segundo tempo.Teria atuado apenas 13 minutos e mal pegou na bola. Ora, se Heverton era tão desimportante por que colocá-lo para jogar aos 32 do segundo tempo? Normalmente os jogadores que entram neste tempo de jogo é porque são bons, podem salvar o time , quando este está perdendo, ( o que era o caso) ou o time está ganhando e coloca um jogador estreante, às vezes da base, para ir se incorporando ao elenco. Nada disto justifica colocar a culpa no jogador. Ele não deveria nem ter sido relacionado entre os reservas pois, estava suspenso por dois jogos. Todo mundo esportivo sabia, menos os cartolas da Portuguesa.
É compreensível, mas, triste ver o cantor português Roberto Leal e o maestro João Carlos Martins e uma multidão de torcedores ocupando a Avenida Paulista protestando na tentativa de  reverter a situação. Pela letra fria da lei a Lusa está fora .


Postar um comentário