Objetivo


sábado, 16 de agosto de 2014

O 156 DA PREFEITURA NÃO ATENDE


Vemos 3 carros  ocupando a calçada e parte da via
Acabo de ler no jornal Tribuna da Bahia que a Transalvador registrou até o dia 13 deste mês 2.518 abordagens,2.257 autuações e 26 remoções coibindo o estacionamento de veículos nas calçadas.Este número seria bem maior se o telefone de número 156 funcionasse como deveria. No dia 13  fiz várias tentativas e repeti durante dois dias seguidos, em horários diferentes, para o Disque Salvador e não consegui ser atendido. Liguei para a Sucom  tel 2201-6900 para denunciar que uma construtora está ocupando todo o passeio na rua Vale Cabral, no final do bairro da Pituba e, a telefonista mandou que ligasse para o 156. Desisti. Portanto, são serviços essenciais que não funcionam, porque estão com grande demanda reprimida e seus dirigentes acham que está tudo as mil maravilhas. Considero muito pouco a remoção de apenas 26 veículos numa cidade que tem mais de um milhão de veículos rodando.
Há meses que a calçada é usada para guardar
 materiais de construção
Esta Operação Tolerância Zero precisa passar na rua Vale Cabral, que é uma rua residencial unidomiciliar de acordo com o Plano Diretor da Cidade e está sendo silenciosamente invadida por várias atividades comerciais, a grande maioria sem  colocar placa de identificação, e outras dizem ter alvará da Sucom. Se for verdade, que possuem alvará, este órgão está desobedecendo ou burlando a própria legislação municipal..
Tem um estúdio não identificado ,logo no começo da rua , do lado esquerdo de quem entra , ao lado do restaurante Martin Pescador que seus proprietários colocam os carros em cima do passeio e, ainda toma parte da estreita pista de rolamento. Um absurdo e, a Transalvador, que já foi cientificada por moradores, não toma qualquer providência.
A pior irregularidade é um prédio que está sendo construído e, também diz que tem alvará. Como tem alvará, se o Plano Diretor diz que a rua é de residências unidomiciliares ? Tem alguma coisa que não bate. E, por que seus construtores utilizam a calçada para guardar materiais de construção e não são incomodados pela Sucom?
Postar um comentário