Objetivo


quarta-feira, 19 de julho de 2017

REFORMA POLÍTICA COMEÇOU MAL

                                                                                                       Foto Google
Este é o Vicente Cândido autor da
chamada Emenda Lula
A pretensa reforma política que está em andamento na Câmara Federal já começou errada no seu nascedouro. Deram a relatoria a um petista, o deputado Vicente Cândido, do PT de São Paulo . No maior cinismo ele introduziu dois artigos que beneficiam de cara o Lula que ficaria livre e se tornaria ficha limpa mesmo sendo condenado em segunda entrância, ou seja por um tribunal superior. O ex-presidente já tem uma condenação em primeira entrância pelo competente juiz Sérgio Moro, e mesmo se for condenado na 4ª Turma do Tribunal Regional Federal, de Porto Alegre, estaria apto para se candidatar , e assim criaria uma nova crise política em nosso país.
A desfaçatez é tamanha que  Carlos Zarattini, também do PT, de São Paulo, e líder do partido do autor da Emenda Constitucional (Pec ), defende esta aberração dizendo que "é uma proposta não para Lula ,e sim para todos os candidatos. Para dar maior segurança no processo eleitoral"
Portanto , é como se colocasse uma raposa para tomar conta de um galinheiro. E, uma raposa experiente, sagaz ,que assim estaria livre para comer todas as galinhas. 
É de se perguntar : com vários companheiros presos, condenados e investigados acusados pelo Ministério Público Federal, Ministérios Públicos dos Estados, Polícia Federal e Polícias Civis estaduais  qual o interesse de uma reforma política deste parlamentar ,já que sabemos que sempre legislam em causa própria? 
Atualmente, a Lei Eleitoral proíbe a prisão de um candidato até 15 dias antes da eleição, a não ser se for preso em flagrante.Já o Vicente Cândido introduziu um artigo na tal reforma e um estranho "certificado de habilitação prévia", a ser emitido pela Justiça Eleitoral como se fosse um habeas corpus que seria emitido pela Justiça Eleitoral, e assim não poderia ser preso durante os 8 meses que antecedem as eleições.
Parece até piada. Mas, não é . Corre o risco de prosperar na Câmara Federal  porque além de beneficiar o Lula esta excrescência também beneficiaria inúmeros políticos corruptos acusados de roubar o dinheiro público e que estão sendo investigados ou processados.
Outra pérola da tal reforma idealizada pelo petista é a criação de um fundo partidário que se iniciaria com recursos de R$3,5 bilhões de reais para financiamento de campanhas eleitorais. No momento que o nosso país está tão carente de saúde, escolas, estradas, transporte público, etc ele quer sacar dos cofres públicos esta quantia para financiar políticos.





Postar um comentário