Objetivo


quarta-feira, 11 de abril de 2018

O SUPREMO E O CASUÍSMO

Ninguém sabe o verdadeiro motivo que o ministro
Marco Aurélio  quer julgar pela terceira vez as
prisões em segunda instância.Apreensão geral.
Estamos vivendo momentos tensos e imprevisíveis em nosso país. Temos um Congresso Nacional infestado de corruptos, alguns já viraram réus, e muitos outros  estão sendo investigados, uns poucos na cadeia ou em casa cumprindo prisão domiciliar . O pior é que temos um Judiciário dividido entre os que honram suas togas e cumprem as leis, e os que ficam tergiversando para encontrar formas estranhas de defesas  de bandidos presos ou investigados.
Isto tem causando uma instabilidade institucional e jurídica em nosso país, o que só contribui para aumentar a crise . Um caso emblemático é o da prisão em segunda instância,procedimento adotado em quase todos os países democráticos, inclusive alguns já prendem em primeira instância,como é o caso dos Estados Unidos. Portanto, depois de examinarem este assunto por duas vezes seguidas os ministros decidiram que as prisões poderiam ser feitas em segunda instância, e assim, vários criminosos foram para a cadeia, sendo o mais recente o ex-presidente Lula.
Como é um político de renome , os defensores dos criminosos  resolveram que o assunto tem que ser novamente reaberto e discutido. Portanto, hoje novamente corremos o risco de ver a prisão de segunda instância sendo discutida mais uma vez pra atender o casuísmo da prisão do ex-presidente. Vergonhoso.
Um casuísmo que não combina com uma Corte Suprema de qualquer país que se respeita. Por isto ,estão pressionando a atual presidente do STF, Cármen Lúcia para que paute de qualquer forma este assunto, tentando até passar por cima de vários HCs que têm prioridade.
Postar um comentário