Objetivo


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

AÇÕES DA PETROBRAS JÁ CAIRAM 51,2% EM 36 MESES !

A Petrobras vem perdendo seu valor de mercado a galope. Nos últimos 36 meses as suas ações caíram 51,2%, portanto mais da metade. Poucas empresas no Brasil perderam tanto valor de mercado como está acontecendo com a estatal do petróleo. Vários fatores estão influenciando esta perda, especialmente a falta de capacidade de seus dirigentes, desde que a meritocracia. foi deixada de lado, para que os petistas pudessem assumir os cargos chaves.
É bom lembrar que o Governo fez uma campanha para o trabalhador tirar o FGTS e aplicar em ações da Petrobras. Muitos tomaram esta decisão e estão amargando as perdas, fruto da incompetência.
O Presidente do Sinduscn, na Bahia, Carlos Alberto Vieira Lima  alerta para a redução dos investimentos da Petrobras no Estado.Disse ele que já tomou conhecimento do fechamento de cerca de uma dezena de empresas  e que um número significativo de outras estão prestar a parar. Todas prestavam serviços à Petrobras , e seus dirigentes alegam que a estatal "se transformou de parceira a autoritária". Adiantou ainda Carlos Alberto que "esta situação não é nova. A Petrobras já havia transferido sua área financeira para o sudoeste . A empresa deveria criar fomento para o desenvolvimento da economia local, entretanto ela vem realizando o caminho inverso".
 Um dos responsáveis pela atual situação da Petrobras é seu ex-presidente Sérgio Gabrielli, atual secretário do Planejamento do Estado,  que foi ouvido no último dia 6 na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal . Ele qualificou a compra de uma velha refinaria no Texas, no Estados Unidos, "como um negócio como outro qualquer". Esta compra estranha está sendo investigada pelo Ministério Público Federal e pelo Tribunal de Contas da União. Vamos acompanhar.
Já sabemos que a Petrobras comprou 50% das ações da refinaria de Passadena em 2006 por US$360 milhões ,sendo US$190 milhões pela refinaria e mais US$170 milhões pelos estoques de petróleo e derivados. Um ano antes a empresa belga Astra havia comprado 50% desta mesma refinaria por US$42 milhões.
Isto não pode ser classificado como um negócio qualquer. Primeiro, o valor astrônomico envolvido e depois
uma diferença extraordinária entre compras num curto espaço de um ano! O pior é que no ano passado a Petrobras desembolsou mais RS$839 milhões pelos  50% que pertenciam a Astra , que comprara por apenas US$42 milhões. Dá pra entender?
Saiu hoje, dia 9 de agosto, os dados da balança comercial de petróleo e derivados que já acumula neste ano um deficit de US$ 15 bilhões. É o pior resultado da história para o período!
As causas foram a produção menor,consumo maior e atraso no registro da importações da Petrobras. Portanto, é bom ficar de olho da tal autosuficiência anunciada pelo Governo em 2006.O rombo está aumentando a cada dia.

Postar um comentário