Objetivo


quinta-feira, 29 de agosto de 2013

BRASIL SE APEQUENA PERANTE OS VIZINHOS


Foto Google

A postura brasileira é ridícula ,
como mostra Dilma com seus dedos
O Brasil vem se apequenando perante a  Bolívia, Venezuela, Peru e outros países que têm alguma ideologia estatizante. A Bolívia ocupou com seu exército uma refinara brasileira da Petrobras e até hoje ninguém sabe como o impasse foi resolvido. O que sabemos é que a Bolívia invadiu, ocupou e ficou com a refinaria. Lula era o Presidente e nada fez para retomar a refinaria que foi construída com o dinheiro de nossos impostos. Quanto foi o prejuízo da Petrobras? E o que fez o governo brasileiro? Nada! Se dobrou diante da Bolívia.
Empresas brasileiras também foram hostilizadas no Peru e Bolívia. Qual a reação do Governo brasileiro ? Nem é preciso responder.
Agora, um senador recebe asilo diplomático e a Bolívia, pelas leis internacionais, teria que dar o salvo conduto ao político Roger Pinto Molina. Passaram-se 451 dias e a Bolívia mais uma vez desrespeita a legislação e se lixa para o Brasil. Resultado, o senador da oposição do governo de Evo Morales sai da embaixada e chega ao Brasil com ajuda do diplomata Eduardo Saboia, que deveria ser condecorado por enfrentar esta falta de respeito do governo boliviano.
Ao contrário, a companheira Dilma, mostrando-se irritada, afasta o chanceler Antônio Patriota, suspende a indicação do embaixador Marcel  Biato, que servira antes na Bolívia, e estava de malas prontas para assumir a Embaixada em Estocolmo, na Suécia, e ainda por cima afasta o corajoso diplomata Eduardo Saboia. O que ela deveria fazer era exigir o salvo conduto à Bolívia. Não podemos atender às exigências de um presidente que persegue oposicionistas e desrespeita o nosso país. Lembremos do caso daquele italiano  Cesare Battisti que matou um açougueiro, um policial, um joalheiro e um carcereiro na Itália e foi condenado há vários anos de prisão . Lula deu asilo e enfrentou o Governo italiano desrespeitando a legislação internacional. Isto porque o Battisti se disse membro da organização extremista Proletários Armados Pelo Comunismo e que combatia uma ditadura! Não, a Itália estava e está em plena democracia.

Agora, o tratamento é outro por que o Evo Morales é do mesmo bloco estatizante que está levando o Brasil para a pequenez, a desmoralização. Veja você a posição brasileira com relação ao Paraguai: afastou o país do Mercosul  e colocou a Venezuela, de Chaves.  Agora o Brasil implora para o Paraguai retornar e o país vizinho está resistindo. E com razão.
Postar um comentário