Objetivo


domingo, 19 de janeiro de 2014

MANIPULAÇÃO PREJUDICA O BRASIL

                                                                                                         Foto Google
Quem vai 1 , 2 ou mais vezes ao mês ao supermercado
sabe que a inflação é bem maior que a oficial.Os preços
dos alimentos estão subindo desordenadamente .
Estamos vivendo um triste momento na História do Basil com a manipulação de índices os mais variados pelo governo de Dilma Rousseff. A manobra está se transformando em política de Governo. A meta da inflação anunciada pelo Governo também foi mudada várias vezes e terminou 2013 em 5,91%  ou seja acima do ano anterior que foi de 5,84%.
O preço da energia elétrica foi baixado por decreto; as tarifas de ônibus congeladas forçosamente e, o preço dos combustíveis estão numa grande defasagem em relação aos praticados no mercado internacional e, isto está levando a Petrobras a perder quase a metade do seu valor de mercado. Suas ações despencaram na Bolsa de Valores. Isto acontece  só porque Dilma tem "que ser reeleita", para levar ainda mais o nosso país para a incerteza e o descrédito internacional. Ela está provando que não é uma boa gerente, como o lulismo apregoou e apregoa. Ao contrário, em tudo que mete a mão a coisa desanda. Veja o tal do PAC, ninguém mais fala.
É a tal da " contabilidade criativa", que de criativa não tem nada, tudo é manipulação.O Ministro da Fazenda Guido Mantega  manipula as  contas públicas e os registros estapafúrdios da balança comercial levam tudo ao descrédito. Ninguém mais confia nas estatísticas e números anunciados pelo Ministro, e ele mesmo classificou a sua política econômica de capenga.
Mais recentemente foi a Caixa Econômica Federal que se apoderou de R$719 milhões de reais de contas de clientes que não movimentam há algum tempo e, teve que voltar atrás, por uma decisão do Banco Central. Este pessoal da CEF ao que parece está apenas cumprindo ou seguindo a política de Governo, que é da manipulação dos números para "apresentar" um Brasil  bem, obrigado. A diretoria da CEF queria era mostrar um balanço positivo com o dinheiro alheio.
Ainda tem mais. O IBGE vinha utilizando uma metodologia para apurar o índice de desemprego no país que apresentava taxas irreais ou seja abaixo do que verdadeiramente é. Agora, utilizando nova metodologia descobriu-se que a taxa de desemprego é maior do que a que vinham anunciando. Basta dizer que o índice no 2º trimestre de 2013 é de 7,4% e não de 5,9% que tinha sido divulgado anteriormente.
Dilma vai à televisão e diz que o Brasil não pode continuar praticando uma taxa de juros  tão alta. Logo depois, o Banco Central teve que aumentar a taxa e, hoje, já está em 10,50%, e pode subir ainda mais.
Portanto, não se pode confiar nos números anunciados, porque existe a tal "contabilidade criativa" usada pelo Ministério da Fazenda  e outras manipulações de números e índices em vários setores do Governo Dilma. 
As agências de classificação poderão rebaixar a posição do Brasil e, isto será ainda pior. Já perdemos 14 posições no ranking de liberdade econômica da Heritage Foundation, que é um centro de pesquisa americano de orientação conservadora que faz este levantamento há 20 anos. Isto sem contar que somos um dos países mais burocráticos e que se paga mais impostos em todo o planeta.
Esta manipulação causa descrédito e prejudica o país, porque os setores públicos e privados precisam de estatísticas e índices confiáveis para traçarem suas políticas estratégicas e de planejamento.
Postar um comentário