Objetivo


terça-feira, 28 de março de 2017

CONTINUAMOS FIRMES CONTRA OS CORRUPTOS

Momento em que iniciamos a caminhada pela
Avenida Otávio mangabeira, na Barra, no dia 26.

Estamos vivendo um momento triste da nossa República. Um momento em que os políticos encastelados em Brasília tramam contra o país e os brasileiros para se livrarem dos graves crimes de corrupção que cometeram. Roubaram o Brasil . Saquearam  suas estatais, especialmente a

Petrobras,BNDES,Eletrobras,Correios, fundos de pensão, ministérios etc. Enfim, foram trilhões de reais surrupiados disfarçados de Caixa 2, doações de campanhas e outras artimanhas criminosas que aos poucos estão vindo á luz do dia graças a abnegação de um grupo de procuradores, juízes, delegados e investigadores federais.

Este simples cartaz que esta moça exibe mostra como a pauta era ampla.

Este é o país da desesperança. Digo isto depois de participar de várias manifestações . Ontem, voltei às ruas para protestar juntamente com os poucos baianos que saíram do seu estado de leniência, de preguiça e de falta de responsabilidade para com este Brasil, e com a geração de filhos e netos que está em seu entorno.

A manifestação de hoje foi a mais fraca de todas as do que já participei. Por quê? Porque como dizem os sulistas, a maioria dos baianos estava em suas praias, suas redes  ou em suas casas vendo o nosso país cambalear nas mãos dos corruptos, especialmente dos vermelhos, que durante 15 anos saquearam as finanças do país e feriram gravemente os valores mais fundamentais dos brasileiros.
Quando jovem lutei contra a ditadura militar por acreditar que podíamos ter um Brasil mais justo, e assim diminuiríamos as diferenças sociais. Os anos passaram , continuei e continuo acreditando neste país. Hoje, estou meio decepcionado com a falta de comprometimento do baiano, e também, de muitos brasileiros por este país afora. Hoje, era o dia de mostrarmos forças, de fazer as maiores manifestações da História do país.
Mas, vou levantar como um soldado do raso ferido e retomar a minha arma, que é a palavra. Continuamos firmes  lutando por um Brasil melhor e livre desta corrupção sistêmica, principalmente no Parlamento brasileiro.
Postar um comentário