Objetivo


sexta-feira, 2 de março de 2018

CUIDADO COM "PROFISSIONAIS '' DE FOLHETOS

Diante das dificuldades de emprego muitas pessoas estão lançando mão de folhetos para oferecer seus serviços.Uma prática salutar , mas que o tomador de serviços deve ter cuidado porque tem muitas armadilhas por ai e "profissionais" que não merecem confiança e abusam.Portanto, é sempre bom pedir referências para evitar surpresas desagradáveis.
Recentemente, encontrei na minha caixa postal um desses panfletos oferecendo serviço de conserto e recuperação de portões automáticos. Como o portão da minha casa estava defeituoso achei que ali estaria a solução para o problema.
Foi ai que telefonei para um desses "profissionais" e acertamos o preço e o dia do serviço a ser realizado. No dia combinado o prestador de serviço não apareceu. Resolvi ligar e me respondeu que um cliente tinha tido um problema e ele teria ido resolver. Uma desculpa um pouco exagerada, porque um conserto normalmente não dura um dia inteiro. Mas, tudo bem. Prometeu vir no dia seguinte e veio.
Fui trabalhar e recebo um telefonema de que o serviço já estava pronto. Me dirigi pra minha residência e ao testar o portão só abriu uma banda. O prestador de serviço voltou a mexer no equipamento e colocou pra funcionar.
A surpresa é que quando fui pagar ele aumentou em quase 50% o valor, que tínhamos combinado dizendo que tinha colocado umas peças. Evidente, que não aceitei pagar o valor que ele queria , e perguntei-lhe por quê não me deu as referências das pecinhas para que comprasse? As pecinhas, que custam no mercado cerca de R$30,00.
Para evitar maiores problemas resolvi pagar pelas pecinhas mais R$50,00. Não gostou e saiu muito aborrecido falando uma porção de impropérios. Mas, não se deixe enganar e ser explorado.
Lembro que os prestadores de serviço eram extremamente gentis para fidelizar os seus clientes.Até isto mudou em nosso país.
Postar um comentário