Objetivo


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

TRÂNSITO - MOTOS CAUSAM MUITOS ACIDENTES


OPINIÃO / TRÂNSITO
Texto Reynivaldo Brito
Fotos Google
As ruas e avenidas das cidades brasileiras estão sofrendo uma invasão desordenada de motoqueiros que não obedecem a sinal de trânsito, viajam no meio dos carros, fazem ultrapassagens perigosas a qualquer instante e, até ameaçam, quando não danificam os retrovisores  dos carros. É preciso que seja cumprida a legislação para que os infratores sejam severamente punidos e suas motos retiradas de circulação.
Esta invasão não está acontecendo apenas nas grandes cidades. Já nas pequenas e médias cidades brasileiras é grande o número de motoqueiros , e até mesmo na zona rural o cavalo e o jumento estão sendo substituídos por motos.As tarefas rurais como de apartar gado , por exemplo, além de  fazer transporte de pessoas e produtos as motos são utilizadas. Hoje as motos já representam mais de 10% da frota de veículos em nosso país.
O prejuízo é grande à Previdência Social e o SUS porque os hospitais estão cheios de motoqueiros que sofreram acidentes graves. As estatísticas já mostram que aos poucos os motoqueiros estão aumentando as estatísticas  provocando  mortes e feridos, resultado da condução irresponsável e inconseqüente de muitos .
Outro detalhe, é que existem muitas motos clonadas e grande parte de seus condutores  não paga o IPVA , que é  obrigado por lei,  especialmente os que transitam nas pequenas e médias cidades e na zona rural. Sem falar nas motos que são roubadas nas capitais e levadas para as cidades do interior, onde existe pouca fiscalização e muitas vezes nenhuma.
Nas grandes cidades eles estacionam em qualquer passagem de pedestres, passeios, entradas de prédios e assim por diante . É uma desorganização à toda prova.
Morrem no Brasil por dia 23 jovens em acidentes de moto. Em São Paulo são 161 mil feridos  no trânsito por ano e 400 morrem. Salvador representa 10,6 dos acidentes e isto vem aumentando. Não consegui até agora um número confiável de mortes no trânsito este ano na Bahia e em particular sobre a morte de motoqueiros.
A resolução nº 219 de Conselho Nacional de Trânsito - Contran , que deveria entrar em vigor no dia 29 de julho passado teve sua vigência prorrogada devido aos protestos em várias capitais dos motoqueiros.Esta legislação beneficia os motoqueiros e determina quatro itens fundamentais: limita o tamanho do baú ;obriga o uso de colete com faixas refletoras; capacete também com adesivos refletores e placa vermelha. Além disso especialistas estão recomendando o uso de um protetor das pernas, antes conhecido como mata-cachorro, além da antena para evitar que sejam atingidos por fio temperado  de pipa, que já tirou a vida de vários motoqueiros. É preciso dar mais um tempo e passar a exigir estes itens para que o número de acidentes e vítimas diminua nesta categoria profissional.    

 Na realidade , grande parte dos acidentes de trânsito nas cidades brasileiras estão associados as motos. É preciso uma providência urgente, para organizar esta frota, do contrário, será a repetição da tal de economia informal que está bagunçando a área urbana das cidades e, atualmente as prefeituras quase não conseguem mais controlar.

CRESCE NÚMERO DE MORTOS
 Dados mais recentes ( 25 dezembro 2012) já soma 3.904 acidentes com 2.958 feridos e 39 mortes envolvendo motociclistas em Salvador. Com as festas de fim de ano este número tende a aumentar ainda mais !
O Ministério da Saúde divulgou no início deste mês que o número de mortes na Bahia quase dobrou nos últimos três anos. Foram 521 mortes de motociclistas em 2010 contra 267 em 2008, um aumento de 95%, quase cinco vezes mais. De lá para cá a situação vem se agravando.
Postar um comentário