Objetivo


sábado, 30 de março de 2013

A FONTE NOVA É DOS BAIANOS

                      A FONTE NOVA É DOS BAIANOS

Tenho ouvido e lido de dirigentes e torcedores do Bahia, que a "Fonte Nova é nossa casa". Isto é repetido como se fosse um mantra e, evidente, as pessoas menos esclarecidas terminam por acreditar que realmente o Bahia é o dono da Fonte Nova. Esta manifestação esconde a frustração dos tricolores por não terem construído, até agora, o seu estádio, como aconteceu com o Vitória que tem o Barradão.
Mas, é bom que fique claro que o Bahia tem "mando de campo" na Fonte Nova, porque o clube  não dispõe de um estádio  próprio e, pelo regulamento do Campeonato é obrigado a ter um. A solução para os clubes sem estádios próprios é alugar , fazer uma parceria com outros clubes ou com consórcios, como é o caso da Fonte Nova, que foi construída através uma parceria público-privado, entre o Governo do Estado , e as empresas  Odebrecht e Oas.
Portanto, a Fonte Nova parte pertence ao Estado e outra a este consórcio de empresas. O Bahia não é dono de nada. Tem todos os direitos de usá-lo como o Botafogo,Vitória, Feirense , Juazeirense e assim por diante.
Só para conhecimento dos torcedores do Bahia a Fonte Nova custou quase R$ 100 milhões a mais do que estava previsto, mais precisamente R$97,7 milhões. Sabe quem vai pagar por este estouro? O Governo do Estado.Sabem de quem é este dinheiro? De todos nós contribuintes. Este dinheiro a ser pago a mais é resultado de 8 aditivos contratuais. O Estado  já tomou emprestado ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Bnds até agora R$323,6 milhões  e  mais R$50 milhões para os serviços de demolição do velho estádio.O valor total da Fonte Nova vai ficar em torno de R$689,7 milhões, um dos mais caros, entre todos que serão construídos no Brasil para a Copa.
O Bahia, que tem uma das maiores torcidas do Nordeste ,  sempre foi um clube explorado politicamente. Elegeu deputados e vereadores, teve dezenas de dirigentes e, todos se mostraram incompetentes por não construírem o seu estádio. Lembro que o clube era dono do terreno onde hoje está implantado o shopping Iguatemi.Para onde foi este dinheirão todo? Péssimos gestores do nosso futebol daqui e de vários outros estados brasileiros.
Contratam um jogador hoje e, dois meses depois, o encostam de lado como se fosse uma vassoura velha. Em seguida  emprestam, trocam ou rescindem o contrato, deixando para o clube pagar o passivo restante do tal contrato mal feito. Quem avaliou este jogador? Quem indicou para contratá-lo? Onde está a responsabilidade desses técnicos, gerentes de futebol e dirigentes? Por falar em técnicos é o mesmo processo. Contratam, bastou perder 3 ou mais jogos que o cara é chutado. Não respeitam o contrato que acabaram de assinar! Resultado, o técnico vai à Justiça e recebe o restante sem trabalhar. Mais prejuízo para o clube. E, assim o passivo vira um rombo quase inadministrável. O resultado está ai. A grande maioria dos nossos clubes vive pendurado nos bancos, devendo mais até que o patrimônio que anunciam.
Muitos nem dispõem de um estádio ... Mas, a Fonte Nova é de todos os baianos!
Postar um comentário