Objetivo


sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

O MODISMO DOS CHEFS

Já está virando um abuso. Tem até programas, aqui e lá fora, onde os candidatos a chef se submetem a humilhações de outros já “consagrados “, por uma elite besta, que se diz entendida em gastronomia. Uma falta de respeito para com os telespectadores e ouvintes. 
Os candidatos são recebidos com gritos, xingamentos e outras humilhações. Confesso que tentei assistir um desses programas, mas, fiquei tão indignado com os maus tratos que aqueles jovens eram submetidos que desliguei.
Lembro que no meu tempo de juventude, quando um rapaz não queria estudar era comum dizerem: este cara não quer nada. Ai o pai comprava um táxi e dava pra ele rodar, pra ver se fazia alguma coisa. Na maioria das vezes o pai tinha que tomar o táxi de volta e vender.
 Depois veio a informática e quem não queria nada ia mexer com computador ou fazer sites. Hoje, o computador está quase descartável e, poucos se mantém neste segmento de sites. Chegou a hora da gastronomia e, em consequência a proliferação de chefs.
Eles fazem àquelas comidinhas pra pinto comer. Enfeitam tanto o prato que a pessoa fica com pena de comer. Parece uma obra a ser preservada. A quantidade é pouca e o gosto, nem sempre é bom. Mas, a norma exige que você aplauda o novo chef.

Nesta ocasião surgem os aplausos falsos e os gritinhos histéricos de alguns amigos, amigas e conhecidos. Assim, o ego do novo chef incha e, a vaidade extrapola e se derrama do pratinho de gosto duvidoso. O pior disto tudo é que o cara se convence que agora é chef!”
Postar um comentário