Objetivo


terça-feira, 16 de agosto de 2016

INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E O EMPREGO

Mais uma vez as famigeradas indústrias automobilísticas ameaçam demitir milhares de trabalhadores. O lobby deste segmento industrial é muito forte. Nos últimos meses do governo  Dilma pressionaram e obtiveram benefícios que resultaram em bilhões de reais dispensados pelo Governo, com vistas a manutenção do emprego. Criaram o Programa de Proteção ao Emprego (PPE ) garantindo o emprego por algum tempo, e em contrapartida o governo abriu mão de receber bilhões de reais de impostos.
Qual foi o resultado? Encheram as ruas das cidades de carros , muitos brasileiros compraram sem ter o lastro suficiente pra pagar as prestações. Milhares de carros foram e estão sendo tomados pelas financiadoras,e a inadimplência cresceu a níveis nunca vistos. Com isto, os juros aumentaram ainda mais.
 Agora, elas retornam com seu lobby poderoso ameaçando desemprego em massa.A Mercedes Benz anuncia  que vai demitir cerca de dois mil empregados e colocar outros milhares em férias coletivas. Certamente, outras montadoras vão entrar na fila e engrossar o lobby com ameaças de desemprego.
É de se perguntar a esses executivos das montadoras multinacionais, que ganharam e ganham rios de dinheiro em nosso país, se eles repassaram algum benefício especial para o Brasil e a seus operários quando operavam em altos lucros? Nada. Ficam quietos, e na primeira dificuldade chegam com esta ameaça de desemprego.
O Governo deve deixar o mercado regular este setor.
O que o governo brasileiro precisa é priorizar o transporte público. É dar excelência ao transporte de massa para que não dependamos nas grandes cidades do uso do automóvel, um transporte individual que congestiona e polui .
Mais metrôs e mais trens de passageiros é o que queremos.

Postar um comentário