Objetivo


domingo, 16 de agosto de 2015

MANIFESTANTES REAFIRMAM REJEIÇÃO A DILMA E AO PT


Manifestantes baianos exigem Dilma e o PT fora do governo.
Fico estarrecido quando os comentaristas políticos dizem que a crise  política existe porque a Dilma distribuiu mal os cargos com os deputados e senadores.  É a lei do toma lá dá cá. E, que a partir de agora vai dar nova ênfase nesta distribuição para acalmar os parlamentares. 
Realmente, se esta observação for  concretizada na prática  o problema não é só da Dilma e do PT e, sim, de uma classe política corrompida . Neste caso só afastamento destes políticos do Congresso Nacional e, para isto seria necessária uma Intervenção Constitucional e convocação de novas eleições.
Vimos hoje que cresce em todo o país as manifestações exigindo o impeachment da Dilma e também, os grupos de intervencionistas que não acreditam nos partidos políticos que estão ai. Portanto, se a lei do toma lá dá cá acalmar de vez os ânimos na Câmara e no Senado estes grupos tenderão a crescer e radicalizar.O Renan Calheiros, citado na Operação Lava Jato, já deu sinal que o Senado está sob controle do Palácio do Planalto.
Também, preocupa os descontentes a movimentação do Palácio do Planalto com os tribunais. O Ministro Barroso, do STF, acolheu uma liminar que beneficiou a Dilma. O TSE está caminhando numa direção favorável e, o TCU deu mais prazo para as explicações das pedaladas fiscais.
Enquanto isto, os governistas atônitos ficam querendo comparar números de manifestantes que saíram hoje às ruas com as duas manifestações anteriores. Eles precisam entender que são manifestações  de milhões de brasileiros insatisfeitos em todo o país e, não apenas nas capitais porque ocorreram também nas grandes e médias cidades, e até no exterior.
Esta era uma das muitas famílias, que vestidas de verde
e amarelo foram protestar contra o governo e a corrupção.

 São  manifestações espontâneas ,verdadeiras, de pessoas  que saíram às ruas com seus cartazes e faixas feitos em suas casas e que pegaram  metrôs,  ônibus ou seus carros para protestar. Bem diferentes das margaridas murchas e dos camisas vermelhas da Cut, que foram de ônibus pagos por entidades sindicais e inclusive órgãos oficiais. Nessas houve churrasco, distribuição de lanches, água e  transporte gratuito. Mesmo assim, foi uma pequena minoria, se comparada com as manifestações de hoje.
A última pesquisa mostrou que cresceu assustadoramente a rejeição à Dilma e ao PT . Sabemos que a legitimidade do voto que ela reafirma a todo instante não é eterna. Esta legitimidade se evaporou com os erros que cometeu e  com a roubalheira que se estabeleceu, como uma metástase nos tecidos da administração pública. 
Os manifestantes de hoje representam a  grande maioria que rejeita este governo e o PT. Só 6% ainda acreditam nesta desgovernança que prejudica o povo brasileiro e o Brasil.


Postar um comentário