Objetivo


quinta-feira, 2 de junho de 2016

DIFÍCIL ESCOLHER AUXILIARES EM BRASÍLIA

Os ex-ministros Fabiano Silveira e Romero Jucá flagrados
em gravações do Sérgio Machado.
Está difícil escolher pessoas para ocupar cargos de ministros e de outros  escalões. O Presidente Temer deve estar enfrentando esta dificuldade, porque ao escolher corre o risco do novo ministro ou executivos para ocuparem cargos dos escalões secundários  estarem envolvidos em gravações de assuntos ligados à Lava Jato ou em outra operação da Polícia Federal.
Dois ministros já tiveram que ser afastados por envolvimento em esquemas de tentar parar ou enfraquecer a Lava Jato. O ex-ministro do Planejamento, Romero Jucá, e agora, o da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira que foi flagrado numa  gravação  com o Presidente do Senado,Renan Calheiros.
Diante de dois afastamentos  de ministros por conta de gravações do mesmo delator o ex-ministro e ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado existe ainda a possibilidade de outros membros do governo ou de relevância na política nacional apareçam em novas gravações.Dizem que o delator fez muitas horas de gravações com o objetivo de diminuição de sua pena , caso seja condenado.
O ex-senador Sérgio Machado  saiu da Transpetro em 2014,acusado de envolvimento no propinoduto da Petrobras, e em maio de 2016 fechou um acordo de cooperação com a Procuradoria Geral da República, onde detalha a sua participação no esquema de corrupção. O conteúdo dos seus depoimentos ainda está em sigilo.
Dizem nos bastidores que tem muita gente graúda com receio do que tenha revelado o Sérgio Machado . As gravações que  já vazaram, comprometeram , além dos dois ministros afastados , o ex-presidente José Sarney , e também, o presidente do Senado, Renan Calheiros.





Postar um comentário