Objetivo


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

DEPUTADOS DESFIGURAM PROJETO DAS MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO

Deputados federais varam a madrugada para legislar
contra o combate a corrupção no país.
 Sempre durante a madrugada os deputados e senadores que compõem o Congresso Nacional aproveitam para enfiar jabutis , que são emendas alheias ou prejudiciais a um projeto de lei - com vistas a lhes beneficiar de alguma forma.  Na madrugada de ontem não foi diferente, só que desta vez na Câmara Federal. Eles apresentaram emendas que desfiguram completamente o projeto original.Todas tinham sido rejeitadas pelo relator Onyx Lorenzoni, do DEM.
Diante desta desfiguração  os procuradores da Lava-Jato estão anunciando que renunciarão coletivamente , caso seja transformado em lei.
Todos sabem que vários parlamentares e políticos sem mandatos estão citados, investigados, e alguns já se transformaram em réus.Portanto, estão sem a excrescência do foro privilegiado, que lhes protegeriam, e assim, ficam sujeitos a investigações e possíveis condenações.
Logo,conclui-se que aprovar um projeto de lei de iniciativa popular, onde estavam alancadas inicialmente 10 medidas contra a corrupção, é pedir ou esperar demais deles. É o que vem acontecendo.
As  10 medidas se transformaram em 17, sendo que algumas que faziam parte do projeto de lei original 2 foram suprimidas, e muitas  incorporadas.
Tentaram de todas as formas através de uma emenda fantasma - olha ai outro jabuti - que ninguém assumiu a autoria , também, durante uma madrugada que anistiava o Caixa 2 e vários outros crimes como lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, etc. A população reagiu e o jabuti , foi recolhido estrategicamente .
Ontem, pela madrugada surgiram vários jabutis que desfiguraram completamente o projeto de lei que foi elaborado na Comissão Especial e relatado pelo deputado Onix Lorenzoni. Foi uma votação acachapante com    313 votos a favor, 132  contra, 5 abstenção e 1  contra as mudanças patrocinadas, principalmente, pelos partidos de apoio ao Presidente Michel Temer : PMDB , PSDB, PP, PSD , dentre outros votaram maciçamente . Foram seguidos pelo PT e PC do B, que são entre eles, talvez os mais interessados em intimidar o judiciário e os investigadores.
Traíram a sociedade brasileira e os cidadãos de bem. A exemplo do que aconteceu na Itália com a Operação Mãos Limpas, onde Sílvio Berlusconi  e seus seguidores através do Legislativo esvaziaram o combate a corrupção. O Brasil caminha a passos largos para repetir a dose, e instalar o Império da Corrupção.
Coube ao líder do PDT, deputado Werverton Rocha ,do Maranhão - foto ao lado  - incluir a emenda mais intimidatória que prevê a punição de juízes e membros do Ministério Público. É a tal conhecida como abuso de autoridade, hoje já previsto em lei e regulamentos, mas, que eles insistem em endurecer.Este deputado teve uma atuação destacada em defesa de Dilma Rousseff ,e sempre vem acompanhando as posições adotadas pelo PT.
Na realidade as mudanças visam um contra- ataque do Legislativo aos que estão  combatendo a corrupção , numa atitude meramente corporativa em detrimento da nação brasileira.
A frase dita por Romero Jucá , do PMDB,de Roraima, num áudio de que era necessário "estancar a sangria" está a caminho de se concretizar para tristeza dos que amam este país e não aguentam mais tanta corrupção e impunidade.



Postar um comentário