Objetivo


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

DOIS EX-GOVERNADORES PRESOS, ENQUANTO CORRUPTOS TRAMAM CONTRA A LAVA-JATO

Fotos Google                                                                                                               
Sérgio Cabral e seus amigos em Paris na esbórnia
com dinheiro público
Notícias chegam aos borbulhões quase todos os dias com políticos do alto escalão acusados de corrupção sendo presos pela Polícia Federal ou mesmo pela Polícia Civil. Agora foram presos os ex-governadores do Rio de Janeiro,  Anthony Garotinho e Sérgio Cabral, ambos do PMDB,numa clara demonstração que as investigações avançam e vão alcançar políticos de outros partidos ,além de empresários ligados a eles, como foi o caso Fernando Cadevish, que aparece nesta foto famosa ao lado de Sérgio Cabral  e outras pessoas se exibindo sorridentes com guardanapos nas cabeças imitando as tocas de chefs de cozinha num famoso restaurante em Paris. Esta esbórnia é a comemoração do propinoduto.
Garotinho preso na sede da Polícia Federal
Também, um grupo de manifestantes ocupou ontem a Câmara Federal  por algumas horas, sendo depois retirado e conduzido a uma delegacia. Foi um ato perigoso, que não conta com o apoio dos democratas, mas, que merece ser visto como uma manifestação extrema de pessoas que não mais aguentam tanta bandalheira em nosso país.
Enquanto isto, no Parlamento um plano contra o Brasil continua sendo urdido com apoio de lideranças de Renan Calheiros , Romero Jucá , ex-ministros e Lula e Dilma ,além de outros envolvidos diretamente em acusações de corrupção. Seus  processos dormitam nas prateleiras do Supremo Tribunal Federal - STF , aguardando decisão dos ministros.
Hoje, dia 17, esvaziaram propositadamente a sessão da Comissão que iria discutir o relatório elaborado pelo deputado Onix Lorenzoni, porque ele incluiu o Caixa  dois como crime. Sem qualquer cerimônia alguns membros da comissão se ausentaram para não dar quorum. Uma vergonha.Que Parlamento é este que sustentamos com o nosso suado dinheiro em plena crise .

Manifestantes ocupam por algumas horas
a Câmara Federal
No STF , também na tarde de ontem, a sisudez do ambiente foi quebrada com uma discussão acalorada entre os eternos litigantes Ricardo Lewandowsk e Gilmar Mendes. O primeiro provocou questionando que  Gilmar acabara de votar e depois pediu vistas ao processo. Gilmar respondeu que o pior foi a atitude dele no Senado permitindo o fatiamento de um artigo da Constituição para beneficiar a Dilma no processo do impeachment. A discussão prosseguiu até que a presidente  Carmen Lúcia deu andamento aos trabalhos.
No Parlamento os políticos não param de tramar e inventar formas de enfrentamento contra os procuradores e investigadores integrantes da chamada Operação Lava-Jato. São beneficiários diretos da excrescência do chamado foro privilegiado, que só permite que as investigações avancem depois que um ministro do STF decida monocraticamente o prosseguimento .
Deputados investigados e seus aliados esvaziam
a sala onde seria discutido o relatório
das medidas contra a corrupção.
Não é a toa que o Rio de Janeiro e outros estados brasileiros estão nesta situação de penúria depois de sediar as Olimpíadas, a Copa do Mundo e serem saqueados por seus dirigentes. Roubaram de todas as formas . Qualquer obra servia para tirar dinheiro de propina destinado aos políticos de plantão, não apenas do Rio de Janeiro como também em outros estados da Federação.
A previsão é que a Lava-Jato ainda demore mais dois anos, tal o volume de trabalho a ser desenvolvido, quer seja nas investigações, colhimento de provas  e elaboração das denúncias que vão resultar em sentenças de prisões por todo o país.São  ex-presidentes,ex-ministros, governadores e deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores, e muitos empresários e funcionários públicos coniventes com a corrupção.
É tanto roubo que uma das maiores empresas do país a Odebrecht tinha um departamento chamado de Operações Estruturadas para administrar a propina , onde ali estavam relacionados mais de uma centena de nomes de políticos, operadores e funcionários corruptos. Esta relação ainda não foi divulgada em sua totalidade  e quando isto acontecer oficialmente será o dia em que as notícias envolvendo corruptos deve alcançar o seu ápice. Será um tsunami de corruptos batendo cabeça.

Postar um comentário