Objetivo


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

MORAES DESARMA PETISTAS NA SABATINA

Moraes foi firme e seguro, tirando de
letra as provocações
Assisti alguns momentos da sabatina feita pelos senadores na Comissão de Constituição e Justiça, a CCJ, importante comissão presidida por Edson Lobão,um conhecido representante da velha política , citado várias vezes na Lava-Jato.Pude rever o assanhamento da bancada petista composta por Lindbergh Farias, Gleisi Hoffmann e Vanessa Grazziotin (PC do B), uma mistura de comportamento infantil com um radicalismo pueril que serve até como peça de um programa humorístico. O Lindbergh foi logo perguntando em tom afirmativo se o candidato a ministro do STF iria revisar os processos da Lava-Jato, e que ele teria criticado num trabalho acadêmico a escolha dos ministros através o presidente da República, há alguns anos atrás.
O Alexandre de Moraes foi para a sabatinada preparado, e de pronto  destroçou Lindbergh dizendo que a vaga que estava concorrendo era na primeira  turma do STF e que a revisão seria feita pelo ministro decano Celso de Mello, na segunda turma.Disse ainda que sua proposta não surtiu efeito e que ele estava ali concorrendo de acordo com a Constituição.
Os senadores petistas mais uma vez protagonizaram
cenas que beiram ao ridículo.
As suas companheiras de infortúnio repetiram perguntas já respondidas , com aquele comportamento que vimos no impeachment da incompetente Dilma Rousseff.
Assistimos verdadeira tortura com uma pessoa sendo submetida por quase 12 horas seguidas a perguntas repetitivas, ataques políticos que nada  tinham a ver com o sabatinado. Mais de 30 senadores se mostraram diante das câmaras de televisão e dos flashes do fotógrafos com algumas colocações bizarras, outras de elogio gratuito.
Alexandre de Moraes para minha surpresa estava comedido e seguro,parecia que na visita que fez aos senadores recebeu dicas de como se comportar diante das provocações . A começar pelo relator o senador Eduardo Braga que fez logo as perguntas mais embaraçosas enviadas por internautas ,esvaziando e aplainando as agressões dos petistas e comunistas.Finalmente, Moraes foi aprovado por 19 a 7, e hoje no plenário do Senado deu outra surra de 55 a 13.  Eles esqueceram que o Lula nomeou o advogado do PT , o Dias Toffoli, só com uma diferença que o Moraes chegou mostrando competência e mais preparado para o cargo.
Postar um comentário