Objetivo


domingo, 12 de fevereiro de 2017

OS LOBOS DE BRASÍLIA AMEAÇAM A LAVA-JATO

A voracidade dos lobos de Brasília não tem limites
ou parâmetros.
Estamos em nova fase às vésperas de a Lava-Jato comemorar três anos de existência. Agora, a matilha de lobos acusados de receber propinas está sorrateiramente agindo visando boicotar as ações dos investigadores, procuradores e magistrados que trabalham visando apurar e punir todos àqueles que roubaram a Petrobras e outros órgãos estatais. 
São lobos influentes de todos os  partidos dos maiores aos menores que respondem a processos que dormitam nas gavetas e prateleiras do Supremo Tribunal Federal à espera de que o ministro Edson Fachin  e seus colegas autorizem a continuação das investigações. Toda esta demora deve-se ao famigerado foro privilegiado, que na realidade só serve atualmente para proteger os lobos  que precisam responder na Justiça pelos ilícitos que praticaram.
Tentando imitar e seguir o mesmo caminho vergonhoso do Legislativo  italiano que criou várias leis para livrar da cadeia os envolvidos na Operação Mãos Limpas, os lobos de Brasília se movimentam rapidamente. Um deles já foi alçado ao cargo de Ministro, inclusive foi criado a toque de caixa um ministério para sua alocação, para ganhar foro privilegiado. Outro foi instalado na presidência da mais importante comissão que é a Comissão de Constituição e Justiça, a CCJ; um terceiro na presidência do Senado; o quarto na presidência da Câmara. Tem ainda os lobos  líderes do Governo e do partido do Governo. Até na Polícia Federal os lobos estariam agindo.Portanto, o tabuleiro está armado para que os lobos possam continuar atuando com desenvoltura para saciar sua fome voraz por poder e dinheiro do Estado brasileiro.
Precisamos sair às ruas e com mais força. Não podemos sair com tanta educação e civilidade , como das outras vezes, porque estes animais irracionais, os lobos, não entendem esta linguagem.
Os lobos traçaram metas. Eles querem anistiar os que cometeram crime eleitoral do Caixa 2, e os partidos políticos, vedando ao Tribunal Superior Federal ( TSE) de punir partidos que não apresentem ou tenham rejeitada a prestação de contas anual. Querem ainda empurrar aquela lei anacrônica de  "abuso de autoridade"; derrubar a manutenção de prisão por condenação na segunda instância , enquanto os recursos aos tribunais superiores vão empurrando com a barriga os processos dos lobos especiais que têm foro privilegiado. Assim, muitos processos vão prescrever ou seja, os lobos poderão andar livremente por toda a floresta brasileira e voltar a cometer seus ilícitos como fazem há décadas.
É bom lembrar que os lobos colocaram representantes nos tribunais superiores, e  já surtiu um efeito desastroso. Só apenas 10% dos acusados em primeira instância continuam presos, porque a grande maioria foi solto através de liminares ou decisões desses tribunais.

Postar um comentário