Objetivo


quinta-feira, 19 de julho de 2012

ECONOMIA - PIRATARIA É SUBPRODUTO DA IMPUNIDADE QUE REINA EM NOSSO PAÍS

ECONOMIA - IMPUNIDADE
Texto e foto de Reynivaldo Brito

Fico realmente pensando o que sente  um cidadão consciente  que anda ou trafega pelas ruas das cidades brasileiras e depara-se com camelôs vendendo todo tipo de produtos falsificados, especialmente cds e dvds musicais e de filmes, sem que as autoridades tomem qualquer providência. Sou do tempo em que fiscais da Prefeitura não permitiam este comércio clandestino, que tem claras ligações com traficantes e grandes contrabandistas. Esta foto tirei de dentro do carro no dia 18 de julho de 2012, às 15 horas, no cruzamento da rua das Hortênsias com a Avenida Paulo VI, na Pituba. Dois garotos vendiam seus cds e dvds piratas e se mostravam confortáveis. Um deles trouxe até um banquinho para sentar.
Antigamente  era um corre-corre danado, mas as mercadorias eram apreendidas e isto restringia um pouco este comércio ilegal. Atualmente calcula-se que 50% dos cds e dvds comercializados no Brasil são pirateados. A pirataria está se fortalecendo no mundo inteiro. Recentemente em Macau, na Malásia, a polícia apreendeu dois submarinos sem tripulantes que eram rebocados por um navio. Dentro deles foram encontrados 174 mil cds e dvds piratas. Lá as lojas ostentam cartazes e banners denunciando a pirataria e os vendedores são presos. Hoje, por exemplo, em Salvador você tem até um entreposto de contrabando de cds, dvds, rádios, pilhas,  telefones e outros produtos na Rodoviária da Cidade. Além de centenas deles espalhados pelos bairros do Comércio, Iguatemi, Avenida Sete, Baixa dos Sapateiros e todos os bairros populares.
Nossa Cidade é uma verdadeira feira livre. Os camelôs ocupam passarelas, passeios e todo o tipo de espaço público. Nas sinaleiras quase não se pode parar para obedecer ao sinal luminoso, porque uma trupe de gente aparece oferecendo todo tipo de objetos, onde  quase sempre estão os vendedores de cds e dvds piratas. A Prefeitura de Salvador vive às moscas. Não faz absolutamente nada para coibir esta prática ilegal e assim contribui para fortalecê-la.
Dizem que esses produtos são pirateados porque os preços praticados no comércio legal são altos. Se são altos devemos principalmente aos impostos que incidem sobre eles. O Brasil é um dos países mais caros do mundo para quem produz. Quanto ao desemprego, realmente estes piratas contribuem para diminuir o emprego. Vejam quantas lojas de cds e dvds já fecharam.Sem falar nos artistas, músicos, produtores e muitas outras pessoas envolvidas na produção e fabricação de cds e dvds legais. Lembram-se das lojas Modinha, Aky Discos, e muitas outras que existiam em Salvador? Pois é, fecharam todas devido a esta pirataria desenfreada, e também por causa  da pirataria via internet.
Hoje, já respondemos por 9,5% dos cds e dvds piratas que são comercializados no mundo. E segundo a Interpol atualmente mais de 450 bilhões de dólares  são movimentados pelos piratas de vários produtos, sendo que os cds e dvds têm uma grande parcela de responsabilidade.
                   
                                                 EDUCAÇÃO

Todos sabem que a qualidade dos produtos piratas quase sempre é baixa, e no caso dos cds e dvds eles utilizam mídias de péssima qualidade, prejudicando muitas vezes os aparelhos eletrônicos modernos.
Informa  relatório da IFPI, que os dez países onde a pirataria faz mais estragos são Paraguai (99%), China (85%), Indonésia (80%), Ucrânia (68%), Rússia (66%), México (60%), Paquistão (59%), Índia (56%), Brasil (52%) e Espanha, que com um 24% é o único país da União Européia (UE) que figura na lista.
Adquirindo um cd ou dvd pirata, o consumidor pode estar entrando  em contato com um esquema muito perigoso, mesmo sem saber. O camelô é apenas a ponta do iceberg, é um atravessador. Fomentar a pirataria é alimentar um sistema que vai contra o próprio usuário, na forma de seqüestros e roubo de cargas”, denuncia Carlos Camargo, diretor da Motion Picture Association (MPA) no Brasil e da União Brasileira de Vídeo (UBV).
Muitos pais compram dvds e cds infantis para que suas crianças vejam e ouçam. Estão dando uma má lição para seus filhos que começam a vida achando que o ilegal é coisa normal, comum. No futuro certamente esta atitude terá uma repercussão negativa na formação do caráter desta criança.
 Lembro até que levaram ao Palácio do Planalto uma cópia pirata  do filme - Os filhos de Francisco- sobre a vida de Zezé de Camargo & Luciano para o presidente Lula assistir, sendo inclusive noticiado na época. 
Também recentemente foi publicado que estavam vendendo cds e dvds piratas dentro da Assembléia Legislativa de São Paulo.
Os que fabricam e vendem produtos piratas estão sujeitos a serem condenados através o artigo 184 do Código Penal. Alguns já foram condenados , mas são poucos em comparação ao grande número de infratores. É o caso de realizar grandes operações em todo o país apreender as mercadorias e  condenar esta gente a prestar serviço à comunidade.
 Por ai dá para se ter uma ideia da impunidade que assola o nosso país.
Postar um comentário