Objetivo


segunda-feira, 18 de junho de 2012

POLÍTICA - CARTA DE CIPÓ PEDE ENERGIA RURAL E ÁGUA

POLÍTICA
CIDADE DE CALDAS DE CIPÓ - BAHIA

Jornal A Tarde- quarta-feira, 21 de julho de 1971.
(Enviado Especial Reynivaldo Brito

O Governador Antônio Carlos Magalhães desembarcou, às 11h40m, do bimotor da Coelba, no aeroporto de Caldas de Cipó,onde foi recebido pelo Governador do Amazonas, engenheiro João Valter de Andrade – que estava de passagem por esta cidade, com destino a Aracaju -, por seus Secretários de Estado, 38 prefeitos da Micro-Região I e grande número de populares que, desde as oito horas, já se aglomeravam à margem do aeroporto.Foto mostra o Governador e seus auxiliares trabalhando em Cipó.
Em seguida, a comitiva governamental dirigiu-se para a Praça Jurai Magalhães , onde foi recebido por populares, pelotão da Polícia Militar e grupos de alunos de escolas e ginásios de cidades circunvizinhas. O Governador foi saudado pelo Prefeito do município de Caldas de Cipó, Sr.Carlos Sóstenes, que afirmou “ se não fossem as características humanísticas de V. Excia, e a vontade de trabalhar conhecendo as regiões, não teríamos a felicidade de sua visita. Entrego ao Governador Antônio Carlos Magalhães as chaves de Caldas de Cipó e o destino de 38 municípios que compõem esta micro-região”. Logo após o Governador agradeceu com um discurso.
Em seguida, o Governador Antônio Carlos Magalhães afirmou em seu discursos que “ se me perguntarem o que vim fazer eu direi: vim ouvir, com paciência, os nordestinos que com paciência têm sofrido sem que ninguém, os tenha ouvido até hoje. Portanto, vim também agradecer a resignação de quantos por tanto tempo têm sofrido os horrores da seca, a falta de condições de solo, mas que fiéis à região, aos municípios, fiéis, eu diria, ao próprio Brasil, sofrem tudo mas não abandonam as suas terras porque têm a esperança de que um dia chegue a missão salvadora para guiar-lhes e dar-lhes a reconstrução. E se não vim aqui com os meus companheiros de trabalho produzir nenhum milagre, que é impossível fazer, vim, entretanto, dizer aos senhores que nós vamos iniciar com muita coragem, com muita dedicação, a hora de modificação do solo nordestino”.

                                       DESEQUILÍBRIO

O Governador Antônio Carlos Magalhães frisou, ainda, em seu discurso que “ se eu reclamo todos os dias aos altos poderes da República os desequilíbrios nacionais: hoje, o Sul corre próspero e o Norte e o Nordeste inteiramente abandonados, não teria nenhum direito para reclamar se eu deixasse no meu Estado regiões ricas e outras inteiramente empobrecidas”.
“É a segunda região que visitamos em quatro meses de Governo. Iremos a todas, mas eu preferi esta em segundo lugar. E quando vinha sentindo a paisagem da terra, eu também sentia a coragem do homem. Quando aqui chego e vejo o quanto o povo aqui reunido tem coragem para o trabalho eu lhe dou esperanças de que o Governo vai ajudá-lo”.
“Venho dizer-lhes que logo mais estaremos reunidos para um trabalho com todos os Prefeitos, com toda a população, sentindo tudo o que o povo deseja,embora não possa fazer tudo o que o povo quer, mas faremos o que for possível. Venho dizer-lhes que o quadro que já conhecemos, onde, em cada cinco habitantes somente um bebe água em condições normais, eu venho dizer-lhes que depois de 4 anos de Governo em cada cinco habitantes apenas um não beberá água em condições normais”.
“O quadro vai inverter-se inteiramente. Para isso, vamos gastar nesta região. Trinta e oito municípios que compõem esta micro-região micro-programa; 38 municípios, uns mais ricos do que outros, nenhum capaz de viver sozinho sem a ajuda do Governo estadual. Portanto, eu venho dizer que esses municípios, que muitos dos senhores deram voltas imensas para chegar a esta cidade de Cipó, caminharam por muitos caminhos que já não deveriam ser percorridos, e é por isso que o meu Secretário dos Transportes, dentro em pouco, vai apresentar um programa em que só de estradas intermunicipais estão previstos 545 quilômetros. Em quatro anos, prometo de saída gastar somente de estradas nesta região 40 bilhões de cruzeiros antigos”.
“Nos setores escolar e de saúde , também vamos investir. No de energia, em que esta região.É um pouco favorecida pela sua proximidade com Paulo Afonso, nós vamos sentir os locais que ainda precisam que a energia chegue,para fazer um grande esforço e trazer a iluminação, que é a fonte de riqueza para o homem do campo. Venho, enfim , dizer-lhes que os senhores podem contar com o Governo da Bahia, um Governo que está inteiramente voltado para os interesses da terra e de seu povo . Digo sempre e não me canso de repetir que já me foi dado tudo. Eu tive a honra suprema , e tenho, de conseguir ser o Governador da Bahia, que é a honra suprema que um homem pode atingir. Portanto, para mim eu não quero nada, porque Deus já me deu tudo. O que hoje eu desejo é apenas chegar e encontrar a confiança que hoje encontro nos nordestinos da minha terra reunidos nesta praça”.
“O que eu quero é, ao final do meu Governo, ver esta confiança não esmorecida, mas cada vez mais aumentada porque o Governador cumpriu com o seu dever para com o Nordeste. Senhores Prefeitos que me trouxeram uma carta que é a ocupação e será de meu Governo. Sr. Prefeito de Cipó que teve a gentileza de saudar-me, os senhores podem contar comigo em tudo aquilo que disserem que têm de bom e de bem para à população. Aqui estou cercado de políticos. Entendo que o Governo deve ser de políticos. Mas em nenhum ponto a política vai atrapalhar o progresso do interior do Estado, porque hoje, a política é outra, não é a política do delegado nem é a política do coletor, é a política do progresso e do bem estar do povo.”
“E esta política do progresso, estes políticos que estão comigo , estão me ajudando a realizar. Portanto, os senhores se sintam à vontade para denunciar ao Governador ou aos seus Secretários tudo aquilo que julgarem errado, porque o nosso dever de Governo é acertar. Temos que acertar. Consertar o errado e marchar para o futuro, convencido de que estamos escolhendo os melhores caminhos para a Bahia”.

                                        CARTA DE CIPÓ

Coube ao Prefeito de Paulo Afonso, Sr. Edson Barbosa, fazer a leitura e entregar ao Governador, em nome dos 38 municípios da região Nordeste, a Carta de Cipó. O documento , assinado por todos os prefeitos diz:
-Este ato de V.Exa. tem uma repercussão tão profunda em todas as camadas sociais, que vêem neste momento o cuidado com que dirige os destinos desta terra histórica, cheia de encantamentos e glória. Aqui, V. Exa. Irá conhecer os problemas de uma região de aproximadamente 600 mil habitantes, vendo assim as dificuldades de seus governados e as necessidades da área mais pobre da Bahia, onde o clima seco e quente frequentemente o castiga com suas estiagens.
-Em toda a região há uma necessidade premente de se criar condições para o armazenamento de água, com a finalidade de transformar a área em uma região produtiva e de agricultura e pecuária. Como complementação desde programa temos a eletrificação rural, que irá permitir a irrigação em áreas próximas aos rios permanentes que se possa utilizar. Nas cidades, os problemas se ampliam em decorrência do início de suas formações, pois na maioria nasceram sem planejamento técnico, com ruas sem alinhamentos , faltando redes de esgotos e de água e culminando com os problemas sociais de falta de habitação, saúde, escolas e segurança. Sabemos também que toda essa problemática de uma área seca não poderá ser solucionada a curto prazo de um Governo, e não é isto que as suas populações desejam,mas o plano que V. Exa. pretende realizar no Nordeste em prol do desenvolvimento.”
Na foto ao alto( Google)  o Grande Hotel de Caldas de Cipó , inaugurado por Getúlio Vargas, e o rio Itapicuru que banha a cidade.
Como ficará marcado nos anais desta cidade nós, prefeitos de 38 municípios baianos, queremos deixar firmado neste documento histórico o nosso integral apoio ao Governador Antônio Carlos Magalhães”.

                                         PLANO DE AÇÃO

Às 14 horas, depois de almoçar com os prefeitos da região e membros de sua comitiva, o Governador reuniu-se com toda a sua equipe e os prefeitos para anunciar o seu Plano de Ação para o Nordeste, que é o seguinte, em todos os setores da administração:

AGRICULTURA – Assistência técnica à micro-região através de 14 engenheiros agrônomos que orientam o crédito solicitado pelos agricultores; Distribuição de inseticidas nas áreas focos de lagartas do milho e feijão; Incremento da psicultura mediante o povoamento de aguadas; Revenda de sementes de milho e feijão em 19 municípios; Realização de 8 treinamentos no setor cooperativista , para cooperados, gerentes e contadores.
Medidas Programadas:
Embora não especificamente na MRP-I mas com reflexo na solução de seus problemas, a Secretaria da Agricultura pretende :
- Construir a Central de Abastecimento, melhorando a comercialização dos produtos da região;
Reorganizar o Serviço de cadastramento e titulação de terras;
Reestruturar a Companhia de Materiais Agrícolas da Bahia (Camab) possibilitando a revenda de materiais agrícolas e a prestação de serviços de mecanização dos produtores da MRP-I;
Projeto de reflorestamento, de que já beneficiam municípios de maior pluviosidade.

EDUCAÇÃO -Inauguração dia 20 do Centro de Treinamento e Supervisão de Cipó. Custo:CR$240.000,00; Treinamento e Reciclagem dos Professores. Serão aproveitadas para este fim as instalações do Centro de Treinamento. Objetivo:Treinar tanto professores titulados como não titulados. Instalação dia 20 de um curso de Treinamento para 100 professores não titulados, recrutados dos 33 municípios da região.Custo:Cr$60.600.00; Recuperação da Rede Escolar. Serão assinados, no dia 20, em Cipó, convênios com 35 municípios para reparos e manutenção da rede. Custo:Cr$234.456,00; Construções Novas – Serão discutidas diretamente com os Prefeitos da região as necessidades de novas salas de aulas; Ginásios Polivalentes – Serão feitos levantamentos em Alagoinhas para saber da possibilidade de se instalar ali um Ginásio Polivalente. Serão feitas pesquisas nos municípios de: Conde,Euclides da Cunha e Ribeira do Pombal; MOBRAL – Instalação de Comissões Municipais naqueles municípios onde não existem, para posterior assinatura de convênios. Instalação e Funcionamento da Faculdade de Educação de Alagoinhas . Ainda neste semestre serão tomadas as providências para este fim, inclusive a realização dos vestibulares.

SAÚDE – Melhoria do nível de saúde da região através das seguintes medidas:
Assistência permanente – comunidades com mais de 3.000 habitantes; assistência periódica – comunidades com menos de 3.000 habitantes. Implantação sempre que possível de uma unidade elementar com 1 auxiliar de enfermagem e 1 guarda sanitário;as ações de saúde serão desenvolvidas prioritariamente nos grupos pós materno e infantil, sem que se deixe a descoberto os demais grupos. Serão utilizadas as técnicas preventivos e curativos; dinamização dos mecanismos de supervisão e controle dos Centros Executivos Regionais de Saúde da Micro-Região; adoção de medidas tendo como finalidade a melhoria das estatísticas dos fatos de saúde. Entrosamento com os Cartórios através da Secretaria da Justiça; será dada ênfase ao treinamento de pessoal especialmente àquele de nível elementar.

SANEAMENTO E RECURSOS HÍDRICOS - Abastecimento de água:

Meta: abastecida em 1971 – 20,7% da população urbana atual – a ser atendida até 1973 – 60% da população urbana ( 111.926 habitantes). Custo:Cr$6.650.000,00.; Será inaugurado, hoje, o sistema de Olindina. Encontra-se em construção o de Acajutiba. Quatro outros municípios já estão com projetos prontos que serão logo mais encaminhados ao BNH para financiamento:Abaré, Chorrochó,Conte e Itapicuru.
Esgotos Sanitários:
Meta:-= Sete cidades do Estado da Bahia estão incluídas no programa de esgotos sanitários, entre os quais está Alagoinhas da MRP-I.
Etapa presente: Inventário de poços e aguadas. – já foram cadastrados 280 poços dos quais 30% estão sendo utilizados, 35% não utilizados devidamente e o restante improdutivos ou simplesmente não utilizados.
-Meta:fazer melhoria para que os poços sejam utilizados devidamente, inclusive melhor mecanizando-os.
Etapa futura: abertura de novos poços.
Irrigação:
Já estão sendo feitos no momento estudos para pequenos irrigações na MRP-I, diretamente aos proprietários, em áreas de 30 e 50 hectares, através de financiamento com prazo de 10 anos para amortização.

MINAS E ENERGIA- Apenas 4 municípios da área ( 11%) não possuem serviços de energia, mas já estão na programação para serem executados até 1972.
Foi assinado contrato, nesses últimos dias, para a implantação da linha de transmissão Conde-Sítio do Conde. Interligação da linha de transmissão Esplanada-Conde. Interligação da linha de transmissão Esplanada-Conde do Distrito de Altamira.Custo:Cr$34.110,00. Prazo 60 dias.
No próximo triênio, a Coelba suprirá com energia hidrelétrica – na medida em que se justifique economicamente todas as sedes municipais da MRP-I atualmente providas de energia termoelétrica.
Quadro atual: 89% das sedes dos municípios possuem energia elétrica;- 71% delas são supridas de energia hidrelétrica;17% são supridas de energia termoelétrica.
Programação Coelba – 1971
Construção da rede de distribuição para energia hidrelétrica no distrito de Helíopolis ( Ribeira do Pombal). Custo:Cr$50.000,00.
Construção da linha de Transmissão Olindina-Itapicuru , com extensão de 22 Km e da rede de distribuição. Custo: Cr$480.000,00.
Construção da rede, de distribuição de Euclides da Cunha, com 510 postes. Custo: Cr$500.000,00.
Obras de eletrificação do município de Chorrochó. O projeto está concluído e prevê a alimentação a partir da Barra do Tarrachil através de uma linha de 25 Km. Custo: Cr$383.000,00.
Linha de Transmissão Chorrochó-Macururé.
Programação do Departamento de Energia da SME para 1972:
Recuperação dos serviços de geração e distribuição de energia da cidade de Monte Santo. Custo:Cr$112.000,00.
Construção da rede de distribuição e instalação de um Grupo Gerador na cidade de Macururé. Custo: Cr$54.000,00.
Construção da rede de distribuição e instalação de um Grupo Gerador na cidade de Cardeal da Silva. Custo: Cr$29.350,00.
Construção da rede de distribuição na cidade de Coronel João Sá. Custo: Cr$24.600,00.

INDÚSTRIA E COMÉRCIO -Será desenvolvido programa junto à Secretaria da Agricultura , visando estudos para o aproveitamento industrial das principais culturas da MRP-I, como coco,por exemplo.
Serão elaborados estudos de oportunidades industriais na região para orientação da iniciativa privada. Será incrementado o turismo na região sobretudo nas cidades de Cipó, Caldas do Jorro e Paulo Afonso.

SETOR FAZENDÁRIO -Medidas executadas: aplicação do sistema de rodízio aos funcionários fiscais da MRP-I; implantação da arrecadação de impostos pela rede bancária no município de Alagoinhas.
Medidas programadas:
Implantação da arrecadação de impostos pela rede bancária nos municípios de Esplanada, Tucano e Euclides da Cunha. Transferência da sede da região fiscal de Ribeira do Pombal para Cipó

PLANEJAMENTO -Elaboração do Diagnóstico e Definição da Estratégia para o desenvolvimento da MRP-I. Coordenação junto as outras secretarias dos trabalhos que efetivem uma ação imediata do Governo na MRP-I. Orientação da alocação de recursos orçamentários em setores prioritários definidos na programação da MRP-I. Acompanhamento da ação exercida pelas demais secretarias na MRP-I.

INSTITUTO DE URBANISMO E ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL -Medidas programadas para 1971: promover a adoção de práticas administrativas em 10 municípios, numa 1ª. Etapa, visando dotar as Prefeituras Municipais de medidas e sistemas de trabalho mais modernos; assistir tecnicamente as prefeituras no tratamento dos problemas nas áreas da Contabilidade e Administração Financeira.
Medidas programadas para 1972: orientar as prefeituras na implantação do sistema de planejamento de orçamento programa; Esta sistemática m, numa primeira etapa atingirá doze municípios. Familiarizar os servidores com as técnicas de programação e orçamento.
Medidas programadas para 1973: Promover o disciplinamento da expansão das cidades abrangendo seis municípios. Tal programação será iniciada em 3/01/ 1973.

TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES -Transportes: implantar um sistema rodoviário municipal capaz de mudar a fisionomia da MRP-I. Cada um dos 38 municípios terá, escolhidas dentro da prioridade de cada um as estradas que mais interessam à sua economia, num total de 2 mil, quilômetros. O custo do Programa está avaliado em Cr$16.000.000,00.
Recuperação dos campos de pouso de Paulo Afonso,Chorrochó, Camacã, Esplanada, Euclides da Cunha e Cipó ( já iniciado).
Telecomunicações: implantação de 3 ramais na MRP-I quando da implantação do sistema interurbano do Estado – Tebasa.
Salvador – Alagoinhas.
Salvador – Esplanada – Rio real.
-Ampliação dos ramais implantados,visando a atender Euclides da Cunha,Cícero Dantas e Cipó.
-Ligação por Telex, das localidades de Alagoinhas, Ribeira do Pombal, Glória, Rodelas, Jeremoabo e Cipó. As 32 sedes municipais restantes estarão incluídas na segunda etapa que ficará concluída em um ano e meio.

INAUGURAÇÕES -Às 17 horas, o Governador inaugurou o Centro Regional de Supervisão e Treinamento de Cipó e instalou o Curso de Treinamento para Professores Leigos; às 19 horas, inaugurou o marco comemorativo da instalação do Governo de Cipó. O marco contém uma placa com o nome do Governador e de todos os secretários de Estado e uma frase:” A nossa confiança é superior às fronteiras da Micro-Região Programa 1”.
Hoje, o Governador e Secretários concederão audiência pública , a partir das 8 h30m, no prédio da Prefeitura, onde foram instalados diversos gabinetes. Às 14 horas, a comitiva sairá de Cipó para o Governador dar início às obras da rodovia Alagoinhas-Aramari, rumando em seguida para Salvador.

GOVERNADOR DO AMAZONAS

O Governador do Amazonas, que fez questão de trazer a solidariedade e o abraço do povo amazonense, afirmou que a “Transamazônica ainda continua se desenvolvendo no trecho do Estado do Pará. Quanto a nós, as firmas empreiteiras estão cuidando do apoio logístico e outras providências para dar início a construção propriamente dita no próximo ano. Esta minha viagem é de caráter particular. Vou à Aracaju visitar os meus pais que residem lá.”

Postar um comentário