Objetivo


quarta-feira, 9 de maio de 2012

COMPORTAMENTO - AMPARANDO AS CRIANÇAS

Revista: FATOSeFOTOS GENTE, 14 de Agosto de 1978
Foto Lázaro Torres

Edvaldo Brito, secretário de Justiça da Bahia, procura
dar às crianças pobres de seu estado
 a infância saudável que ele próprio não teve



Preocupado com o menor abandonado, o Secretário de Justiça da Bahia, Edvaldo Brito, está executando o Plano Integrando de Prevenção à Marginalização do Menor, com a instalação de núcleos assistenciais a menores e suas famílias. Para isso, ele dispõe de uma verba de Cr$ 151 milhões. A primeira parte do plano está em fase final e consta da construção do Centro de Recepção e Triagem do Menor – destinado a receber menores desassistidos na faixa etária de 0 a 18 anos.
Em adiantado estado de implantação está o Centro Integrado de Atendimento a Menores e Família, com a finalidade de estabelecer um sistema preventivo à marginalização social do menor, através de assistência à sua família. Esse centro ficará em Alagados, bairro de Salvador onde há 100 mil pessoas vivendo miseravelmente em barracos apoiados em palafitas. Edvaldo Brito viveu todos os problemas do menino pobre. Filho de lavadeira, ajudava a mãe a entregar roupa aos clientes. Para concluir o ginásio, ele era obrigado a andar vários quilômetros. Um dia, decidido a concluir estudos superiores, partiu para Salvador, onde cursou a Faculdade de Direito da Universidade da Bahia. Hoje, Edvaldo só pensa em legar aos menores desamparados a educação que lhes permita uma tranquila ascensão social.



Postar um comentário