Objetivo


quinta-feira, 24 de maio de 2012

COMPORTAMENTO - A SENSAÇÃO DE RECOMPENSA


Revista  Fatos Fotos / Gente 10 de novembro de 1980
Texto de Reynivaldo Brito
Foto Arestides Batista

A praia de Itacimirim, no litoral norte de Salvador, estava completamente lotada. È uma praia de mar aberto, sem poluição e margeada por um extenso coqueiral. Uma bela paisagem, onde famílias e caravanas chegam de ônibus, caminhões e carros de passeio para curtir a natureza. De quando em vez a tranqüilidade deste bucólico lugar é quebrada pelos gritos dos banhistas menos avisados, que teimam em nadar longe da praia e terminam se afogando. Desta vez foram seis pessoas de uma só vez. Mas, por sorte, o nadador Jorge Augusto Cafezeiro de Carvalho também curtia as belezas de Itacimirim e, como nos filmes de Super-Homem, conseguiu resgatar cinco das vítimas.
Na foto ele mostra como salvou cinco bahistas que morriam afogados.
Apesar de não aceitar a morte da sexta pessoa, que chegou a retirar das águas, Jorge conta como tudo aconteceu.
“A maré encheu de uma vez só e a coroa- banco de areia que se forma nas praias- foi totalmente coberta pelas águas.” Percebendo o perigo que os banhistas corriam, lançou-se na água e nadou uns trezentos metros. “Foi preciso muita confiança em mim mesmo para poder realizar este salvamento. Mandei que os banhistas se agarrassem em meus braços e, quando percebi que não conseguiria trazer todos de uma vez. Dei um soco violento num deles, que desmaiou.
Assim, segui nadando com os demais e, logo em seguida, voltei e apanhei o que tinha socado.”
Para ele ficou a sensação de recompensa pelos seus títulos de campeão de natação, especialmente da travessia Salvador-Mar Grande. Ele também foi campeão brasileiro pelo Exército e, seu título mais recente, conquistou com a travessia da Baía de Todos os Santos. Além disso, Jorge Augusto é fruto de uma família que gosta de natação.

Postar um comentário